PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Famílias do Residencial Miguel Arraes ganham Centro de Educação Infantil

20 de setembro de 2021 - 12:44 # # # # # # # #

Fhilipe Augusto - Comunicação Institucional - Texto
Helene Santos e Carlos Gibaja - Fotos

Localizado no Grande Bom Jardim, em Fortaleza, o equipamento tem capacidade para atender até 100 crianças em tempo integral e também dará suporte aos moradores do Residencial Rachel de Queiroz

Os moradores do Residencial Miguel Arraes, no Grande Bom Jardim, em Fortaleza, foram contemplados com a entrega do Centro de Educação Infantil Professor Genuíno Francisco de Sales, que tem capacidade para atender em tempo integral até 100 crianças, de um a três anos. A inauguração do 63º CEI entregue pelo Governo do Ceará ocorreu na manhã desta segunda-feira (20) e contou com a presença do governador Camilo Santana, da primeira-dama Onélia Santana e do prefeito José Sarto, além de outras autoridades. A unidade passa a ser um dos 305 equipamentos do Programa Mais Infância em operação no estado.

Entusiasta de investimentos públicos na área educacional, Camilo Santana destacou a importância dessas iniciativas para a formação de gerações futuras menos desiguais. “Acreditamos que é através da educação que a gente transforma a vida das pessoas. Se a gente for olhar a história do mundo, nenhum país cresceu e se desenvolveu com justiça social sem ter investido na educação”, disse. O gestor enfatizou a qualidade do equipamento entregue à população. “Esse Centro não deixa a desejar a nenhuma creche particular. Aqui tem o que há de melhor. Somos de uma geração que acredita que o (equipamento) público tem que ser o melhor”, ressaltou o governador.

Construído em um espaço de 670m², em terreno cedido pelo Governo do Ceará, o Centro recebeu investimento superior a R$ 1,4 milhão. A construção ficou a cargo da Secretaria das Cidades, com recursos do Orçamento Geral da União (Ministério do Desenvolvimento Regional). Com termo de cessão, a responsabilidade sobre o equipamento passou para a Prefeitura de Fortaleza, através da Secretaria Municipal de Educação (SME), responsável por equipar e operar o CEI.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, enalteceu a parceria entre Estado e Município, que tem rendido bons frutos às famílias. “Todos os dias temos trabalhado juntos por Fortaleza. Temos obras de Centros de Educação Infantil, Escola de Tempo Integral, postos de saúde, areninhas, drenagem, pavimentação”, comentou. O chefe do Executivo municipal lembrou que a Capital necessita dessas ações para acompanhar a velocidade com que vem crescendo. “Fortaleza, nos últimos anos, cresceu demais. É a economia mais forte do Nordeste. Mas, ao lado do crescimento, surgem as demandas, e nós estamos fazendo”, pontuou Sarto.

Espaço de desenvolvimento

As crianças atendidas no novo Centro de Educação Infantil Professor Genuíno Francisco de Sales terão cinco refeições diárias e todo o material cedido pela Prefeitura, como fardamento, mochila, kit pedagógico e material de higiene para uso no Centro. O equipamento possui cinco salas de aula, laboratório de informática, refeitório, cozinha, berçário, fraldário, banheiro, dormitório, copa, brinquedoteca e playground; setor administrativo, recepção, secretaria, sala de coordenação; ambulatório e almoxarifado.

Idealizadora do Programa Mais Infância, a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, reconheceu o papel social e educacional do equipamento para as famílias do entorno. “As mães agora terão a oportunidade de deixar seus filhos neste Centro de Educação Infantil para trabalhar e saber que sua criança está segura e, sobretudo, se desenvolvendo”, comentou. Para ela, este trabalho “é apostar no potencial das nossas crianças. É investir no agora para colher bons frutos no amanhã”. Onélia informou que a meta é entregar, pelo menos, um CEI em cada município cearense.

Além de filhos das 1.200 famílias do Residencial Miguel Arraes, o CEI atenderá crianças das 300 famílias residentes no Residencial Rachel de Queiroz. Ambos integram o conjunto de 13 residenciais que compõem o Projeto Rio Maranguapinho, uma das maiores iniciativas do País a reunir habitação, saneamento, estrutura de mobilidade urbana, intervenções de urbanização e preservação ambiental.

Adeliane Lopes é moradora há oito anos do Residencial Miguel Arraes. Assim como outras mães, ela também comemorou a chegada da CEI. “É um alívio. A gente fica muito satisfeita tendo uma creche dessa aqui no bairro. A gente pode ir trabalhar despreocupada com os filhos sendo bem cuidados. Não temos condições de pagar babá para ir trabalhar, então para nós é gratificante receber uma escola dessa. A estrutura é muito linda e é como se fosse um colégio particular” afirmou a cidadã.

Mais serviços à população

Além do Centro de Educação Infantil entregue nesta segunda-feira, os moradores da região serão beneficiados com outros equipamentos, a exemplo de uma Escola de Ensino Médio em Tempo Integral, rede de tratamento de esgoto e uma areninha – autorizada pelo governador Camilo Santana durante a inauguração. Uma Unidade Básica de Saúde (UBS) também já foi construída e aguarda apenas a montagem dos equipamentos e organização de operação para abrir as portas para a população.

A inauguração contou ainda com a presença das secretárias de Educação, Eliana Estrela (Ceará) e Dalila Saldanha (Fortaleza), e da coordenadora do Projeto Maranguapinho, Lana Araújo, além dos vereadores de Fortaleza: Antônio Henrique, Léo Couto, professor Enilson, Pedro França, Didi Mangueira, Ana do Aracapé e Marcelo Lemos.

 

Ouça

Entusiasta de investimentos públicos na área educacional, o governador Camilo Santana destacou a importância dessas iniciativas para a formação de gerações futuras menos desiguais.

O governador Camilo Santana destacou também outras ações executadas no Ceará pelo Programa Mais Infância Ceará.

Idealizadora do Programa Mais Infância, a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, reconheceu o papel social e educacional do equipamento para as famílias do entorno.

Adeliane Lopes é moradora há oito anos do Residencial Miguel Arraes. Assim como outras mães, ela também comemorou a chegada da CEI.