PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Sesa promove oficina de Diagnóstico Situacional do Programa Cuidar Melhor

23 de setembro de 2021 - 12:36 # # # #

Ascom Sesa

Com o objetivo de apoiar os gestores da Saúde nos desafios de monitoramento e avaliação, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), por meio da Coordenadoria de Políticas Intersetoriais (Copis), em parceria com o Instituto de Estudos para Políticas de Saúde (Ieps), realizou, nessa quarta-feira (22), de forma on-line, a Oficina de Diagnóstico Situacional do Programa Cuidar Melhor. A primeira etapa da oficina ocorreu, também remotamente, na última segunda (20).

A capacitação busca subsidiar a construção do documento orientador do Programa, que conterá diretrizes e recomendações de condutas para alcance de melhores resultados nos indicadores de qualidade nos municípios cearenses. Participaram das oficinas técnicos da Copis, gestores das Superintendências de Saúde e representantes das Áreas Descentralizadas da Saúde (ADSs).

De acordo com o Coordenador de Políticas Intersetoriais da Sesa, Caio Cavalcanti, a finalidade destas parcerias é “construir um diagnóstico que considere os contextos regionais para elaboração do documento orientador das ações dos municípios no Programa Cuidar Melhor“.

Cuidar Melhor

O Programa Cuidar Melhor é uma iniciativa pioneira no Brasil com o propósito de estabelecer um pacto de cooperação entre Estado, municípios e sociedade visando à melhoria dos resultados em saúde. A ação pretende avançar no enfrentamento dos problemas que mais causam adoecimento e óbito na população cearense, reduzindo a Mortalidade Infantil, Mortalidade por Acidente Vascular Cerebral (AVC) e por Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), e Mortalidade por Acidentes de Trânsito envolvendo Motocicletas.

Além dos incentivos financeiros da Cota Parte do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), com base em indicadores de impacto, definidos para o cálculo do Índice Municipal de Qualidade em Saúde (IQS), o Programa estabelece uma premiação anual para os municípios que obtiverem os melhores resultados em indicadores de esforço e que venham a realizar práticas mais inovadoras em saúde.

Sobre o Ieps

O Ieps é uma instituição sem fins lucrativos que defende a ideia de que toda a população do Brasil deve ter acesso à saúde de qualidade e que o uso de recursos e a regulação do sistema de saúde sejam os mais efetivos possíveis. O Instituto conta com um Conselho Consultivo multidisciplinar não remunerado, cujos membros desenvolvem trabalhos em distintos âmbitos do setor.

Fazem parte do Conselho: Drauzio Varella, Guilherme Frering, João Biehl, Lígia Bahia, Márcia Castro, Paulo ChapChap e Paulo Hartung. Ele é dirigido pelo cientista político Miguel Lago, apoiado pelos economistas Rudi Rocha (Coordenador de Pesquisa) e Rodrigo Fiães (Diretor Administrativo-Financeiro).