PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Sesa envia 240 mil doses de reforço ou adicionais contra a Covid-19 para municípios cearenses; veja quem pode tomar

7 de outubro de 2021 - 15:56 # # # # #

Ascom Sesa - Texto e fotos

Quantitativo está sendo enviado às 22 Áreas Descentralizadas de Saúde por meio de rotas aéreas e terrestres

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) iniciou, nesta quinta-feira (7), a distribuição de vacinas para utilização como doses de reforço ou adicionais na imunização dos cearenses contra a Covid-19. Em rotas aéreas e terrestres, está sendo enviado às 22 Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) do Estado um total de 240.162 doses da Pfizer para esta finalidade.

Para tomar a dose de reforço ou adicional, é obrigatório respeitar intervalo de seis meses após aplicação da última dose do esquema básico – com uma (Janssen) ou duas doses (demais imunizantes). Estão aptos a receber mais uma dose os idosos institucionalizados a partir de 60 anos, pessoas idosas em geral a partir de 70 anos e profissionais de saúde. Quem tem elevada imunossupressão também precisa receber a vacina adicional.

>> Dose adicional contra Covid-19: pessoas com imunossupressão devem atualizar cadastro no Saúde Digital

Os agendamentos das doses de reforço ou adicionais serão realizados pelos mesmos municípios responsáveis pela administração das primeiras e segundas aplicações.

A pasta também enviou aos municípios mais de 40 mil doses de AstraZeneca para serem aplicadas como D2 na população adulta entre 30 e 44 anos

“É muito importante garantir o reforço da imunização para que o Ceará permaneça com os indicadores epidemiológicos em patamares controlados, como observamos neste início de outubro. Somente a vacinação nos proporciona uma barreira imunológica coletiva para a disseminação do vírus e reduz drasticamente a necessidade de hospitalização, além de reduzir as chances de óbito. Ela atua contra a circulação do coronavírus com suas variantes e contra a possibilidade de uma terceira onda da pandemia. Até não atingirmos uma cobertura vacinal segura, permanece sendo recomendado o uso de máscaras e a higienização das mãos, assim como evitar aglomerações”, explica Ricristhi Gonçalves, secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa.

Simultaneamente à distribuição das vacinas de reforço ou adicionais, a Sesa enviou aos municípios 40.020 doses de AstraZeneca para serem aplicadas como D2 na população geral com idades entre 30 e 44 anos.