PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Dia do Professor: educadores desenvolvem papel estratégico na formação humana

15 de outubro de 2021 - 11:01 # # # #

Bruno Mota - Ascom Seduc
Rosane Gurgel e Helene Santos - Foto

Educar é um ato que vai muito além da transmissão de conteúdo. Para ser efetivo, o ensino precisa ser capaz de transformar a concepção de mundo, ampliar o entendimento sobre a realidade e despertar o interesse pela busca do conhecimento. Neste sentido, o professor é aquele que, essencialmente, cumpre o papel de conduzir seres humanos em direção à realização pessoal, à concretização de potenciais e à construção de um mundo com mais oportunidades. Neste 15 de outubro, Dia do Professor, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), parabeniza e reconhece o trabalho primordial desenvolvido pelos profissionais da docência, que são, efetivamente, responsáveis pela formação de toda a sociedade.

“Para Paulo Freire, ‘ninguém começa a ser professor numa certa terça-feira, às 4 horas da tarde. Ninguém nasce professor ou marcado para ser professor. A gente se forma como educador, permanentemente, na prática e na reflexão sobre a prática’. Sob esse viés, percebo que ser professora é mais que um dom. Vamos nos construindo professores no chão da escola, no convívio com os alunos, na troca de saberes, experiências, memórias, culturas e afetos. Somos profissionais da educação num contexto de transformações contínuas, o que exige de nós aperfeiçoamento constante”.

O relato é da professora Jorgeana Pereira de Carvalho, da Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI) Olegário Abreu Memória, em Nova Russas. A educadora, que conduz as disciplinas de Língua Portuguesa e Redação, diz ter encontrado inspiração para seguir na área a partir do exemplo da mãe, Francimar, falecida há três meses, que também era professora e dedicou 30 anos ao ensino.

“Eu percebia o amor com que ela falava da sala de aula e do convívio cativante com os alunos. Alguns deles, até hoje, são gratos pelos ensinamentos recebidos nas aulas dela. Aquilo foi despertando em mim a vontade de também fazer a diferença na vida das pessoas”, explica.

Experiência

Jorgeana começou a lecionar em 2009 e, desde então, só tem visto aumentar a identificação com a carreira abraçada. “Com o passar dos anos, pude observar ex-alunos se formando e construindo uma vida melhor para si e para suas famílias. Eu sentia que, de alguma forma, tinha contribuído com a realização pessoal e acadêmica deles. Isso me faz sentir extremamente realizada como professora e como ser humano. É o que me motiva a levantar todos os dias e a dar o meu melhor para os estudantes”, ressalta.

Jorgeana entende que, para ser bom professor, é necessário despertar no aluno o desejo de sonhar. “É preciso ter os pés no chão e, ao mesmo tempo, mostrar várias possibilidades para a transformação da realidade. São os alunos que nos fazem bons professores, pois, na medida em que ensinamos, também aprendemos. Cabe ao docente o desafio de planejar aulas atrativas e que contribuam com a formação dos alunos, fazendo-os descobrirem seus potenciais e acreditarem em si mesmos”, argumenta.

Vocação

Carla Mônica Teixeira é professora do Núcleo de Trabalho, Pesquisa e Práticas Sociais (NTPPS) da EEMTI Professora Estefânia Matos, em Itapajé. Desde criança, ela conta, a profissão que hoje exerce é objeto de admiração e interesse.

“Escolhi ser professora porque é uma das atividades mais bonitas, apaixonantes e gratificantes que existem. Sabemos que é árdua, sem dúvida, mas é também indescritivelmente bela. Transmitir e receber conhecimento, criar laços, ver o desenvolvimento de cada um, sabendo que contribuímos nesse processo, é maravilhoso”, descreve.

Carla entende que o exercício da docência, para ser pleno, requer entusiasmo, compromisso e confiança no resultado do próprio trabalho. Além disso, na visão dela, é preciso desenvolver a capacidade de trabalhar em equipe e procurar aprender com os mais experientes.

“Acreditar no potencial dos alunos é o começo, mas a conquista da turma tem de vir com outras ações, como encorajamento e valorização dos esforços de cada um. Uma frase de incentivo, um olhar de confiança, um sorriso, podem transformar a trajetória de um estudante. Muitas vezes, eles estão precisando de alguém que acredite. Todo aluno é capaz de aprender. Com uma ação adequada, é possível tirar deles o melhor que têm a oferecer. Minha motivação diária é acreditar, com toda firmeza, na capacidade de transformação social pela educação. É poder mostrar aos meus alunos que o conhecimento pode mudar o meio em que eles vivem e a forma como se enxergam”, pontua.

Acompanhamento

A secretária da Educação, Eliana Estrela, enaltece o papel de mentoria que os professores exercem em relação aos estudantes, para que se tornem protagonistas de suas próprias histórias.

“A data de hoje é propícia não apenas para parabenizarmos os nossos mestres, mas principalmente para refletirmos sobre a importância destes profissionais em nossas vidas. A construção de um futuro promissor para crianças e jovens passa, necessariamente, pelas mãos do professor. A base do que hoje somos, em grande parte, se deve à formação que tivemos, com educadores dedicados, que nos ajudaram a criar a bagagem humana e intelectual necessária para uma existência mais plena. A docência é, antes de tudo, um ato de amor”, frisa a secretária.