PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Liceu do Ceará 176 anos: Patrimônio de Fortaleza e da educação cearense

19 de outubro de 2021 - 17:32 # # # #

Maria Larissa Falcão - Ascom Seduc

Instituição celebrou a data com apresentações e homenagens voltadas ao aniversário

Em frente à praça Gustavo Barroso, no histórico bairro Jacarecanga, em Fortaleza, está situada a Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI) Liceu do Ceará, a primeira escola pública do Estado, e a terceira mais antiga do País. A aula inaugural da instituição foi realizada em 19 de outubro de 1845 – à época Colégio Estadual Liceu do Ceará –, tendo como diretor o intelectual, educador e político Dr. Thomas Pompeu de Souza Brasil, o Senador Pompeu. A comunidade escolar celebrou presencialmente a data nesta terça-feira (19).

 

A primeira aula do Liceu do Ceará contou com aproximadamente 98 matrículas no então curso secundário. De lá para cá, o espaço se firmou como uma relevante instituição de ensino, formando gerações de intelectuais, artistas, professores, arquitetos, médicos, advogados, entre outras personalidades que fazem parte do desenvolvimento regional e nacional.

Entre os liceístas ilustres estão Gustavo Barroso, arquiteto e ex-presidente da Academia Brasileira de Letras; Bezerra de Menezes, médico; Rodolfo Teófilo, escritor; Raimundo Cela, pintor; Frei Tito de Alencar, frade católico e preso político; Edson Queiroz, empresário; Belchior, cantor e compositor; Eleazar de Carvalho, regente; Maria Luíza Fontenele, professora e primeira mulher prefeita de Fortaleza; Raimundo Fagner, cantor e compositor; Fausto Nilo, arquiteto e poeta; entre outros.

Um lugar que é patrimônio de Fortaleza e símbolo das políticas de educação do Estado do Ceará. “Ser diretor do Liceu do Ceará é uma honra e uma alegria muito grande em função desse patrimônio histórico da cidade. Uma escola que tem um respaldo não só estadual, mas nacional”, reforça o diretor da instituição, Edson Braga.

A alegria de Edson também contempla o retorno das aulas presenciais e a expectativa de um Casarão cada vez mais forte. Atualmente, a instituição recebe 420 estudantes em tempo integral, das 7h às 17 horas. O quadro de docentes é formado por 36 professores, além da Coordenação Escolar e 20 funcionários. A escola integra a Superintendência das Escolas Estaduais de Fortaleza (Sefor) 2, vinculada à Secretaria da Saúde (Seduc).

Protagonistas

No que se refere à formação, o Liceu do Ceará alia as disciplinas regulares às eletivas e aos projetos de vida dos estudantes. Além disso, os estudantes também participam de atividades sociais, esportivas e culturais que estimulam o protagonismo juvenil – potencializado mesmo durante o distanciamento social necessário para conter a pandemia da Covid-19. Todas essas ações estão fundamentadas no Programa Ceará Educa Mais, iniciativa do Governo do Ceará, desenvolvida por meio da Secretaria da Educação do Ceará.

“Eu considero que o desenvolvimento desse protagonismo dos nossos jovens estudantes é fundamentado no dia a dia. O aluno tem vez, voz e é co-participante de projetos em clubes estudantis. Ele contribui em momentos de aprendizagem da escola”, detalha Braga.

Uma dessas protagonistas é Jully Gabrielle Nascimento, que cursa a 3ª série do Ensino Médio. “Além da gente poder compartilhar da história do Liceu, a gente também vai criar a história do Liceu. Nós aqui estamos fazendo história. Como, por exemplo, agora nós vivemos numa pandemia, e nós fomos alunos nessa situação totalmente difícil. É mais um motivo para a gente se sentir privilegiado, digamos assim, de fazer parte de uma família e um grande Casarão, como chamamos o Liceu”, relata.

Entre aulas remotas e protocolos sanitários para retorno presencial, Jully, que integra o conselho escolar e é vice-presidente do grêmio estudantil, traça o próprio futuro. “Eu levo os ensinamentos que eu possuo e construo aqui para a minha vivência e minha história, porque assim eu vou construir um ambiente de liderança e protagonismo lá fora, em qualquer instituição e trabalho”, aponta a estudante que deseja cursar jornalismo.