PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Oficinas reúnem gestores para definir Plano de Saúde Regional do Litoral Leste/Jaguaribe

20 de outubro de 2021 - 17:08 # # # # # #

Ascom Sesa - Texto e Foto

Documento será baseado no diagnóstico da situação da Região, com a colaboração de atores nas
esferas municipais, regional, estadual e federal

A Superintendência da Região de Saúde Litoral Leste/Jaguaribe, ligada à Secretaria Executiva de Atenção à Saúde e Desenvolvimento Regional (Seade) da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), realizou nesta quarta-feira (20) a 1ª Oficina do Plano de Saúde Regional. O documento será baseado no diagnóstico da situação da Região, com a colaboração de atores nas esferas municipais, regional, estadual e federal para estabelecer metas da saúde pública até 2023 em 20 cidades cearenses.

A primeira oficina ocorreu no formato híbrido, presencialmente no Centro Vocacional Técnico (CVT) de Limoeiro do Norte e virtualmente por videoconferência, reunindo cerca de 70 gestores da Saúde do Ceará e dos municípios da região. Neste encontro, foi apresentado o Diagnóstico Situacional da Região de Saúde.

A abertura da oficina contou com a participação da secretária executiva de Atenção à Saúde e Desenvolvimento Regional da Sesa, Tânia Coelho, da secretária executiva da Comissão Intergestores Bipartite (CIB-CE), Vera Coêlho, e da superintendente da Região de Saúde Litoral Leste/Jaguaribe, Mere Benedito. Também estiveram na oficina gestores municipais de saúde e os prefeitos dos municípios de Palhano (Erisson Ferreira), São João do Jaguaribe (Raimundo César) e Ereré (Emanuelle Martins).

“A importância desse momento é fundamental para que os participantes da oficina possam participar da análise da situação de saúde e da oferta de serviços nessa região, de maneira conjunta e responsável. Estamos em busca da elaboração de um instrumento orientador, não só para a superintendência regional, mas para os gestores municipais, sempre buscando a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes”, destacou Vera Coêlho.

Relação fortalecida

As conversas convergiram para o fortalecimento da relação entre entidades e atores sociais envolvidos no processo de planejamento e governança regional, como Sesa, municípios, Ministério da Saúde, Conselho Estadual de Saúde (Cesau), Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), prestadores de serviço e instituições de ensino.
As próximas quatro oficinas devem tratar dos Planos de Ação das Redes de Atenção à Saúde da Região; Elaboração da Matriz Estratégica: Seleção de Indicadores e Metas Regionais para o período 2021 – 2023; Elaboração da Programação Assistencial das Unidades de Referência do Sistema Regional; e Apresentação do Planejamento de Saúde da Região Litoral Leste/Jaguaribe para Homologação.