PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Programa Cientista Chefe da Cultura realiza pesquisa nas cidades contempladas com o Circula Ceará

18 de novembro de 2021 - 17:16 # # # # # #

Ascom Secult - Texto
Ascom Secult - Foto

Pesquisa para quem participou da programação do Circula Ceará em Canindé já está disponível

O Programa Cientista Chefe da Cultura, lançado pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) e da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), marca presença nas ações do Circula Ceará, projeto do Governo do Ceará, realizado por meio Secult, em parceria com a Fundação Nacional das Artes (Funarte).

Durante a circulação de artistas e grupos de cultura entre os municípios, que correspondem às 14 macrorregiões do Ceará, haverá a aplicação de pesquisas entre as pessoas que participam da programação do evento, fortalecendo assim a política cultural em nosso estado. Dessa forma, o programa se utiliza da produção de conhecimento como ferramenta para a tomada de decisões que busquem o aperfeiçoamento das políticas públicas de cultura do Ceará, proporcionando a inclusão social por meio da cultura.

A aplicação de pesquisas durante o Circula Ceará é uma iniciativa que busca conhecer a percepção do público quanto às apresentações artísticas e atividades formativas da programação, com o objetivo de compreender o impacto dessas atividades nas cidades e mapear as possibilidades de melhorias. Ao levar em conta o ponto de vista do público sobre a programação, as apresentações e o impacto dessas atividades em suas cidades, é possível tabular os dados obtidos e planejar novas iniciativas que irão contribuir com a cidadania cultural dos cearenses.

De acordo com o professor Doutor Custódio Almeida, titular da Universidade Federal do Ceará e coordenador do Cientista Chefe da Cultura, o Circula Ceará é uma excelente oportunidade para acompanhar as atividades da Secult no interior do estado.

“Nós estamos aproveitando esse momento especial do Circula Ceará para acompanhar as atividades da Secult no interior do estado. Serão 15 municípios, e a partir do acompanhamento dessa atividade, que nós reputamos ser uma atividade includente, uma atividade que fomenta a cultura, que fomenta a participação, a gente vai avaliar o processo e aproveitar o momento para entregar como produto final um modelo complementar de avaliação, com elementos qualitativos, que possa servir, futuramente, para a secretaria promover atividades com esse foco na inclusão social. Então é uma excelente oportunidade que nós estamos vivendo juntos, e com certeza o resultado vai ser de boa e de mais inclusão social por meio da cultura no estado do Ceará.”, explica Custódio.

A aplicação das pesquisas faz parte da programação institucional da Secult do Circula Ceará. Além das ações do Cientista Chefe da Cultura, também estão sendo realizados os Encontros dos Sistemas Setoriais Estaduais (de Museus, Teatros, Bandas de Música e Bibliotecas); oficinas específicas para fortalecer o Sistema Estadual de Cultura do Ceará, com atividades específicas de coordenadorias da Secult e os Encontros regionais dos Dirigentes Municipais de Cultura.

Responda a pesquisa do Cientista Chefe da Cultura referente ao Circula Ceará realizado em Canindé clicando aqui.

O Cientista Chefe

O Programa Cientista Chefe do Estado do Ceará mobiliza a inteligência acadêmica para as aplicações diretas das teorias, metodologias, ferramentas e outros produtos na gestão pública, com notável aproveitamento de tempo e diminuição de distâncias burocráticas. Implantar esse programa no setor cultural significa compreender que a cultura é campo vasto e fértil para mobilizar pessoas (comunidades, coletividades, grupos); articular programas, projetos e ações de outras áreas da gestão pública, tais como: educação, saúde, infraestrutura, turismo, assistência social, segurança, planejamento e economia; combater a pobreza e as desigualdades correlatas e incluir uma imensa quantidade da população, privada do consumo de produtos e serviços culturais.

Objetivos e entregas do Cientista Chefe da Cultura

O Projeto Cultura, Inovação e Inclusão Social no Ceará propõe a entrega final de três macro produtos principais: 1) Plataforma Cultura Ceará: integrando dados, informações e indicadores da cultura no Ceará; 2) Programa de Inovação e Inclusão Sociocultural e 3) Modelo de Avaliação das ações e políticas culturais no Ceará; cada dos quais é constituído de outros produtos intermediários cujas entregas serão feitas em momentos distintos do cronograma. Esses três entregáveis constituirão um modelo de intervenção inovadora da política e gestão pública da Cultura no Ceará, aplicável também ao Terceiro Setor, que será apresentado acompanhado de um tutorial, com indicação das ações de fomento de projetos que atuem de forma concomitante com os vetores da cidadania cultural, da prevenção da exclusão e de resgate de segmentos da população em situação de vulnerabilidade social.