PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Governador do Ceará recebe embaixador da União Europeia no Brasil e fortalece parceria

26 de novembro de 2021 - 12:54 # # # # # #

Larissa Falcão - Ascom Casa Civil - Texto
Carlos Gibaja - Fotos

No encontro foi oficializada a doação de € 7 milhões (R$ 44,2 milhões) do fundo Laif para a universalização do acesso à água tratada e de qualidade às comunidades rurais cearenses

O governador Camilo Santana recebeu, na manhã desta sexta-feira (26), o embaixador da União Europeia (UE) no Brasil, Ignacio Ybañez Rubio, no Palácio da Abolição, em Fortaleza. Esta foi a primeira visita do diplomata ao Ceará, que foi recepcionado com honras militares.

A visita foi acompanhada por uma comitiva composta de representantes da União Europeia, da Embaixada da Alemanha e do banco alemão KfW. Também estiveram presentes os secretários Chagas Vieira, da Casa Civil, e Zezinho Albuquerque, das Cidades; o presidente da Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece), Neuri Freitas; o assessor especial para Assuntos Internacionais, Cesar Ribeiro; o secretário-executivo de Saneamento da SCidades, Paulo Henrique Lustosa; e o diretor-presidente do Instituto Sistema Integrado de Saneamento Rural (Instituto Sisar), Marcondes Ribeiro.

Durante a visita, o chefe do Executivo estadual e o embaixador dialogaram sobre as potencialidades do Ceará e as estratégias para fortalecer as parcerias e relações comerciais e promover justiça socioambiental.

“Eu tive a oportunidade de conversar bastante com o embaixador sobre temas relevantes para o Brasil e para o Ceará. Conversamos sobre a importância do acordo da União Europeia com o Mercosul, sobre a grande estratégia do Ceará, que é transformarmos o nosso Estado em um grande Hub de produção de Hidrogênio Verde do Nordeste brasileiro. Recentemente estive na COP26, e esse foi um tema. O Hidrogênio Verde é uma grande alternativa de combustível sustentável para a descarbonização do planeta, para cumprir as metas do Racing To Zero, do qual o Ceará é signatário”, ressaltou Camilo Santana.

“Entre os resultados positivos que podemos destacar da COP26, cabe destacar que mais de 100 países aderiram ao compromisso global de zerar o desmatamento de até 2030, e que o pacto para redução de emissões de metano, liderado pela União Europeia e os Estados Unidos, mobilizou mais de 100 governos. É uma grande satisfação para a União Europeia que o Brasil aderiu a estas duas iniciativas globais importantes na luta contra a mudança climática. O próximo passo deve ser traduzir esses compromissos, debates e conversas em ações concretas aqui no Brasil. Eu tenho a satisfação de confirmar que a iniciativa que nos reúne aqui hoje é um bom exemplo de parceria entre o Brasil e a União Europeia para contribuir na mitigação e adaptação dos impactos das mudanças climáticas, alinhando com os objetivos do pacto verde da União Europeia. A União Europeia é um parceiro muito ativo no Estado do Ceará em diversos setores”, afirmou o embaixador.

Na oportunidade, foi assinado, com a União Europeia e o banco KFW, o acordo para doação de € 7 milhões (R$ 44,2 milhões) do Fundo de Investimentos para América Latina (Laif) da União Europeia. O recurso será aplicado para consolidar o modelo de gestão do Sisar. Criado em 1996, o Sisar leva água tratada e de qualidade às comunidades rurais, beneficiando mais de 750 mil cearenses. Importante parceiro do Estado do Ceará, o banco alemão KfW atuará como agente financeiro.

De acordo com o titular da SCidades, Zezinho Albuquerque, o Sisar é um caso de sucesso de gestão de água comunitária de serviços de abastecimento de água e está alinhado a outras políticas desenvolvidas pelo Governo do Ceará. “O Sisar está sendo copiado, inclusive, em outros países. E quanto ao banco KfW alemão, ele faz parceria com o Ceará há muitos anos com hospitais, e agora no saneamento”, destacou.

O secretário executivo de Saneamento da SCidades, Paulo Henrique Lustosa, explica que a doação se soma ao empréstimo adquirido pelo Governo do Ceará para o programa Águas do Sertão. “Associado a esse empréstimo, o Governo do Estado conseguiu junto à União Europeia uma doação de € 7 milhões (R$ 44,2 milhões) para que a gente pudesse investir na capacitação, qualificação e no fortalecimento institucional das mais de mil associações que compõem a rede Sisa. Esse recurso tem como foco essas ações de fortalecimento e consolidação de modelo de gestão que atende hoje mais de um terço da população rural do Ceará e é referência mundial”.

Ainda segundo Paulo Henrique, a experiência do Sisar está sendo compartilhada com Angola, onde deverá ser implantado em comunidades em situação de vulnerabilidade na Capital do país.

Comitiva

Compareceram à visita o chefe do setor de Cooperação da Delegação da União Europeia, Stefan Agne; a ministra-conselheira do Desenvolvimento Sustentável da Embaixada da Alemanha, Petra Schmidt; a diretora da América Latina e Caribe do Grupo Bancário KfW; Claudia Arce; o diretor do KfW, Martin Schroder; o chefe da Divisão de Água e Saneamento, Jens Ochtrop; a gerente de portfólio, Sandra Soares; o especialista técnico, Günter Traub; e a coordenadora de projetos, Agatha Conde.