PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Íris comemora 2 anos de entregas e realizações com foco no cidadão

1 de dezembro de 2021 - 11:33 # # # # # #

Amélia Gomes - Ascom Íris - Texto

Criar soluções baseadas nas reais necessidades da população, fomentar o uso de dados para tomada de decisões e usar a tecnologia como ferramenta de inclusão e acessibilidade é parte do trabalho do Íris | Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará, que nesta terça (30) celebra dois anos de existência.

Na oportunidade, foi promovido o Encontro da Rede Íris, com apresentação dos principais resultados do Laboratório durante esse período e debates em torno do tema “Gente: o aspecto mais importante para inovar no Governo”.

Abrindo o encontro, o Secretário Executivo da Casa Civil, Flávio Jucá, destacou a importância do trabalho do Laboratório. “A inovação está permeando hoje a gestão pública do Estado do Ceará, não só no poder executivo, mas nos outros poderes também. Inovar é fundamental para nós que estamos na administração pública e o Íris tem contribuído com esse processo no Estado”, destaca.


Na sequência, a coordenadora-geral do Íris, Jessika Moreira, apresentou dados dos impactos gerados pelo Laboratório, que possui uma forte atuação em rede e cooperou com mais de 70 instituições no Ceará e outras localidades do país. “A realização dessas experiências de aprendizagem é algo muito importante para disseminar uma nova cultura de inovação e estimular novas formas de trabalhar e entregar valor público”, reforça Jessika.

Entre as demais informações levantadas durante a apresentação, está o Programa Linguagem Simples, que propõe uma nova cultura de linguagem em Governo: mais compreensível, acessível e inclusiva. Nessa área, foram mais de 500 mil caracteres revisados.

No Programa de Inovação Jurídica, que estimula a inovação dentro do Direito, foram realizadas 37 parcerias e quatro acordos em Direito Visual, um deles, assinado pelo Governador Camilo Santana, sendo assim, o primeiro governador do Brasil a firmar um documento com essa abordagem.

Na área de Dados e Tecnologia destacam-se os seguintes projetos: livro digital “A Era dos Dados para o Setor Público”, Big Data Social, a Plataforma Mais Infância, o Ceará App e o Centro de Competência para Transformação Digital (CCTD).

Inovação do Setor Público, gente, gestão, dados e tecnologias em debate

Como parte da programação, aconteceram três painéis de debate. O primeiro deles foi sobre “Inovação no Setor Público e os Laboratórios de Inovação”, com o consultor Caio Werneck.

O segundo trouxe o tema “Gente: o aspecto mais importante para inovar em governo”, com a diretora executiva do Instituto humanize, Georgia Pessoa; o coordenador de Novos Programas do Instituto Gesto, Lucas Cardoso; e a secretária da Fazenda do Ceará, Fernanda Pacobahyba.

“Como é que a gente ajuda o gestor público a selecionar as melhores pessoas para resolver os principais problemas do lugar onde está? É olhando pra gente no setor público”, reflete Georgia Pessoa.

A secretária Fernanda Pacobahyba apresentou, durante o painel, o Projeto Engajamento, parceria entre ÍRIS, Sefaz-CE e Instituto Gesto, realizado com lideranças da Secretaria.

Lucas Cardoso traz para o debate a seguinte fala: “Nós não podemos excluir as pessoas. Nós precisamos recuperar nossa capacidade de cooperar globalmente para conseguir resolver os problemas complexos da atualidade”.

Durante o terceiro e último painel do evento sobre uma gestão analítica e digital, o professor José Macêdo, cientista-chefe de dados, reforça que precisamos capacitar as pessoas para que elas consigam entender os problemas. “É preciso se aprofundar nas questões dos problemas para que as questões analíticas, as perguntas e as hipóteses sejam bem formuladas”, destaca. O painel também teve a participação do vice-prefeito, Élcio Batista; e do sócio diretor EloGroup, André Macieira.

Élcio destacou a importância dos laboratórios de inovação no processo da mudança de cultura. “Os laboratórios são espaços fascinantes para todos que têm a possibilidade de participar e de experimentar de suas atividades. É uma oportunidade de mudança, de experimentação”, afirmou.

“A tecnologia tem um papel fundamental para o empreendedor público gerar mais impacto em suas entregas, com dados que permitem tratar cada cidadão como um indivíduo. Isso tem um potencial enorme na construção de políticas públicas”, ressalta André Macieira.