PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Campanha incentiva doação de sangue no Hospital Estadual Leonardo Da Vinci

6 de dezembro de 2021 - 17:13 # # # # # #

Débora Morais - Ascom Helv - Texto e Fotos

Unidade realizou sua segunda campanha de doação de sangue; mais de 70 bolsas foram arrecadadas

A doação de sangue é um ato voluntário que pode ajudar a salvar muitas vidas. Em cada doação, uma pessoa pode salvar até outras quatro. Pensando neste ato de solidariedade, a equipe do Hospital Estadual Leonardo Da Vinci (Helv), vinculado à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) e administrado pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), realizou sua segunda campanha de doação de sangue nesta segunda-feira (6).

A Agência Transfusional, juntamente com o Serviço Social e o setor de Hotelaria da unidade, preparou todo um andar para receber as doações. Profissionais de saúde, acompanhantes e familiares de pacientes internados puderam doar, com todos os protocolos de segurança, no próprio hospital. O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), também da Rede Sesa, realizou no local, ainda, o cadastro para doação de medula óssea.

“Nós tivemos muito sucesso na campanha do ano passado, onde arrecadamos 65 bolsas. Novamente, viemos com essa iniciativa, pois sabemos que existe uma necessidade e o Hemoce precisa de reserva. Estamos gratos pela ação”, ressaltou a assistente social Isabelle Leão. Mais de 70 bolsas foram arrecadadas nesta edição, ultrapassando a anterior.

Várias são as situações em que uma pessoa necessita de sangue: diante de cirurgias de grande porte, de transfusão para pacientes com doenças crônicas, como doença falciforme, e após acidentes graves, por exemplo. De janeiro até novembro deste ano, o Helv utilizou uma média de 144 bolsas de sangue.

A coordenadora da Agência Transfusional do Helv, Fernanda de Queiroz, explica que, por ser um ato altruísta, é importante sempre estar em busca de doadores. “Cada doação é um ato de amor, muitas vezes anônimo e que depende exclusivamente da doação voluntária. Por isso, existe a necessidade de estar constantemente buscando esses doadores para a gente manter os estoque em segurança, principalmente para nós, que vivemos no contexto hospitalar, onde temos frequentemente pacientes que precisam de transfusão. A partir dessas doações, nós temos a oportunidade de salvar várias vidas”.

Doe sangue, salve vidas

Muitos voluntários do hospital realizaram o gesto solidário pela primeira vez, como Elizângela Leandra Da Silva, 39. A técnica de Enfermagem conta que esperava ansiosa por este momento. “Eu estou muito emocionada com essa doação. Eu só tenho a agradecer a oportunidade do hospital por nos ajudar nesse processo de doação, porque eu já tinha vontade de doar este ano e, quando apareceu aqui no hospital, eu vim logo”.


A técnica de Enfermagem Elizângela Leandra, 39, aproveitou a iniciativa do hospital e doou sangue pela primeira vez

Quem participou da ação e se cadastrou para ser doadora de medula óssea foi Amanda Maia Fernandes, 23, também técnica de Enfermagem. “Eu sempre quis ter essa oportunidade de doar medula óssea e, hoje, pude ajudar aqui no meu local de trabalho, o que facilitou muito. Eu indico para as pessoas que doem. É um processo muito rápido e salvar vidas é muito gratificante”, disse.

Agende sua doação

Desde o cadastro e a triagem clínica até a coleta de sangue, o processo dura em média 40 minutos.

O Hemoce está recebendo os doadores com hora marcada para evitar aglomerações nas unidades. Os voluntários podem agendar um horário pelo site: doador.hemoce.ce.gov.br ou pelos telefones de contato. Em Fortaleza, os doadores podem ligar para (85) 3101-2305 ou (85) 99681-7597 – WhatsApp.

Para se candidatar à doação de sangue, é preciso estar saudável, bem alimentado, pesar acima de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos e apresentar um documento oficial com foto. Os menores de idade devem portar o termo de consentimento padrão assinado pelos pais ou responsável legal. O termo está disponível no site do hemocentro.