PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Dragão do Mar inicia mostra presencial de espetáculos cênicos Cena 21 nesta quinta-feira (16)

16 de dezembro de 2021 - 14:09 # # # # # #

Luciana Vasconcelos - Ascom Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura - Texto e Fotos


A Mostra apresenta cinco apresentações presenciais gratuitas de teatro, música e dança, entre atrações adultas e infantis

Vem aí mais uma novidade do “Férias no Dragão”. O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC), complexo cultural da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar, inicia nesta quinta-feira (16) a mostra de espetáculos Cena 21. Até o dia 21 de dezembro, o CDMAC traz uma série de apresentações no Teatro Dragão do Mar, em linguagens diversas. O acesso à programação, que é inteiramente gratuita, está sujeito à retirada antecipada de ingressos nas páginas da Bienal de Dança e do Dragão do Mar na plataforma Sympla, bem como à apresentação do passaporte sanitário, que comprova o ciclo vacinal completo do portador há pelo menos 15 dias, junto ao documento de identificação com foto. O uso de máscara também é obrigatório, conforme protocolos alinhados às orientações do Governo do Ceará por meio do decreto estadual vigente. 

Dança

 Abrindo a programação, nesta quinta-feira (16), numa ação conjunta entre o Centro Dragão do Mar e a XIII Bienal Internacional de Dança do Ceará, o bailarino e coreógrafo cearense João Paulo Lima, que se autodenomina “corpo DEF”, apresenta seu novo trabalho “Devotees” (2021).  Doutorando em Dança pela Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa e formado pelo Curso Técnico para Intérpretes Criadores em Dança Contemporânea da Escola Porto Iracema das Artes (2012), João Paulo Lima traz à cena uma narrativa sobre os “devotees”, pessoas que têm atração sexual por pessoas com deficiência, em especial por cadeirantes e amputados. Para assistir ao espetáculo, que é voltado para maiores de 18 anos, além de comprovar o ciclo vacinal completo, o interessado pode retirar um ingresso por pessoa na página da Bienal de Dança na plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/produtor/bienaldedanca). O código emitido pela Sympla deve ser apresentado na entrada, em até 10 minutos antes do início do espetáculo.

Música

Na sexta-feira (17), o cantor Zeis lançará seu EP “A Rede, o Peixe e o Ar”, apresentação na qual o artista propõe uma experiência estético-sonora, a partir de uma imersão poética nas diversas fases de sua carreira. Com Naiara Lopes na bateria, Glauber Alves no contrabaixo e Tiego Martin na guitarra, Zéis leva ao palco elementos que transitam em sua trajetória enquanto um artista da Música e do Teatro, imprimindo um tom performático às canções e à interpretação, marcas de uma musicalidade forte, independente e autoral. A retirada de até um ingresso por pessoa estará disponível a partir das 15h desta quinta-feira (16), na página do Dragão do Mar na Sympla Bileto (https://site.bileto.sympla.com.br/dragaodomar/), até o limite de 269 lugares. 

No sábado (18), o multiartista Orlângelo faz o show “Valise: a estória do meu nome”, título homônimo do single lançado este ano, utilizando narrativas crônicas para falar sobre si e uma sonoridade que resulta da mistura de timbres inusitados e que passeia por ritmos como fado, baião, reggaeton, torém e balada. O show é a culminância dos percursos criativos que Orlângelo vem explorando em busca de sonoridades múltiplas nas percepções e capturas poéticas do seu cotidiano. A apresentação contará com a participação especial da cantora mirim Maria Flor e da cantora e instrumentista francesa Léa Katharina. A retirada de até um ingresso por pessoa estará disponível a partir das 15h desta sexta-feira (17), na página do Dragão do Mar na Sympla Bileto, até o limite de 269 lugares. 

Infantil

No domingo (19), às 17h, o Coletivo Zanzulim apresentará o “Macaúba – Peito, Corda e Coração”, espetáculo que homenageia a vida e a obra de José Felipe da Silva, mais conhecido como Macaúba, mestre do bandolim e do chorinho. E passear pela vida desse artista é também fazer uma imersão pela história da música brasileira e de ícones como Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga e Jacob do Bandolim. O encantamento ficará por conta de personagens que são artistas mambembes e que carregam em seus alforjes o teatro de bonecos, a música, a alma circense, a brincadeira, a risada e a leveza dos artistas populares. Os ingressos serão disponibilizados também na página do Dragão na Sympla, na sexta-feira (17), a partir das 15h. Podem ser retirados até dois ingressos por pessoa, sendo obrigatória a apresentação de passaporte vacinal para maiores de 12 anos. 

Teatro

Na terça-feira (21), o Cena 21 traz o espetáculo teatral “Há uma festa sem começo que não termina com o fim”, do Grupo Pavilhão da Magnólia. Num rito coletivo de festa e de teatro, uma casa se reabre às/aos convivas e reaprende: como estarmos juntos novamente? Quatro artistas, tal qual páginas soltas de um livro, folheiam o tempo e convidam o público a percorrer um lugar, um ontem, uma vida, um agora, um país, um amanhã. A apresentação é indicada para maiores de 16 anos. A retirada de até um ingresso por pessoa pode ser feita na própria terça-feira (21), a partir das 15h, na página do Dragão na Sympla. 

PROGRAMAÇÃO MOSTRA CENA 21

Local: Teatro Dragão do Mar

16/12 (quinta-feira)

20h – [em parceria com a Bienal Internacional de Dança do Ceará] “Devotees” | João Paulo Lima (Ceará)
2021 | 40 minutos | 18 anos

17/12 (sexta-feira)

19h – Lançamento do EP “A Rede, o Peixe e o Ar” | Zéis
2021 | 90 minutos | Livre | Acesso gratuito mediante retirada de ingresso | Acessível em Libras | 269 lugares

18/12 (sábado)

19h – “Show Valise: a estória do meu nome” | Orlângelo
2021 | 90 minutos | Livre | Acesso gratuito mediante retirada de ingresso | Acessível em Libras | 269 lugares

19/12 (domingo)

17h – “Macaúba – Peito, Corda e Coração” | Coletivo Zanzulim
2021 | 60 minutos | Livre | Acesso gratuito mediante retirada de ingresso | Acessível em Libras | 269 lugares

21/12 (terça-feira)

19h – “Há uma festa sem começo que não termina com o fim” | Grupo Pavilhão da Magnólia
2021 | 100 minutos | 16 anos | Acesso gratuito mediante retirada de ingresso | Acessível em Libras | 50 lugares

Serviço 

Mostra CENA 21
Horário: horários diversos
Local: Teatro Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema
Acesso gratuito mediante retirada de ingresso
Mais informações: site do Dragão (www.dragaodomar.org.br)