PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Ceará terá primeiro laboratório especializado em prototipação de tecnologias em Saúde

17 de dezembro de 2021 - 16:41 # # # # # #

Ascom ESP/CE e Idesco


Um convênio assinado entre a Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), e o Instituto Desenvolvimento, Estratégia e Conhecimento (Idesco) terá ato solene nesta segunda-feira (20), marcando o início do desenho da Rede de Inovação Aberta para a Saúde. A ideia é que pesquisadores, profissionais de saúde e o setor industrial atuem conjuntamente no desenvolvimento de equipamentos e soluções tecnológicas para o segmento.

Para fortalecer esta rede, será criado o Laboratório de Prototipação em Saúde (LPS), na sede do Idesco, em Fortaleza. O LPS é o primeiro laboratório especializado em prototipação ágil do Nordeste voltado inteiramente à saúde. Será aberto a parceiros da rede de inovação e disponibilizará equipe especializada em eletrônica, mecatrônica, mecânica, corte a laser e impressão 3D, entre outras áreas.

Toda a infraestrutura é oferecida para apoiar pesquisadores e pesquisadoras no desenvolvimento de suas criações dentro das normas estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, assim, facilitar o processo de homologação.

Um dos objetivos do LPS é criar e aperfeiçoar protótipos, com menor custo de produção, para que possam ser aplicados na Saúde. Entre as possibilidades de prototipagem, estão: equipamentos, invenções, modelos de utilidade, desenhos industriais, marcas, programas de computador, entre outras.

Pelo Acordo de Cooperação Técnica, que terá duração inicial de cinco anos, o Idesco, Instituição de Ciência e Tecnologia fundada no Ceará há 19 anos, será responsável pelo Laboratório, divulgar as inovações, gerenciar o portfólio dos produtos, além de assessorar a ESP/CE.

A parceria tem, ainda, entre seus objetivos, o fortalecimento do papel da Escola, enquanto Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT), no incentivo à produção e incorporação de conhecimento e novas tecnologias.

A coordenadora do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da ESP/CE, Alice Pequeno, explica que as atividades previstas para este ciclo envolvem o desenvolvimento de um programa de formação que contará com a participação de diferentes instituições. “Vamos também desenvolver um programa de capacitação em Inovação aos gestores com vistas a abordar as temáticas relacionadas à inovação tecnológica, em especial para aquilo que é necessário para o fortalecimento das nossas ações e serviços de saúde”, ressalta.

Entre os projetos que já integram a carteira do LPS estão, por exemplo, produtos desenvolvidos durante a pandemia para o tratamento de pacientes de Covid-19, como o ventilador pulmonar (Abanar), que deverá ser aprimorado, além de inovações em videolaringoscopias e o desenvolvimento de tecnologias correlatas ao projeto do Elmo – capacete de respiração assistida –, permitindo ampliar o uso em pacientes e melhorar resultados nos tratamentos, além de trazerem como solução a redução significativa do custo de produção de tecnologias médicas.

Nesta segunda-feira (20), serão alinhadas as primeiras estratégias e definidas prioridades para o ano de 2022, por meio da parceria ESP-Idesco.

“O LPS se posiciona em uma jornada de evolução de tecnologias em saúde. Irá promover, inclusive, a difícil tarefa de completar o ciclo de inovação, entre as universidades e indústria”, declara o professor adjunto da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e pesquisador colaborador do LPS (Idesco), Samuel Façanha.

Serviço

Reunião Técnica e Ato Solene de Assinatura de Convênio de Cooperação técnica do Laboratório de Prototipação em Saúde – LPS
Escola de Saúde Pública do Ceará e Instituto Desenvolvimento, Estratégia e Conhecimento
Quando: segunda-feira (20), às 9h30
Local: Av. Antônio Justa, 3161 – Meireles