PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Governo do Ceará destina recursos para cerca de 200 mil agricultores familiares com o Garantia Safra e garante convocação do concurso da Ematerce para janeiro de 2022

20 de dezembro de 2021 - 15:16 # # # # # # #

Larissa Falcão - Ascom Casa Civil - Texto
Tiago Stille - Fotos Yuri Leonardo - Infográfico

Garantia Safra 2021-2022 poderá injetar na economia cearense cerca de R$ 107 milhões, oriundos de contrapartidas municipais, estadual e federal.

O Governo do Ceará, por meio do Programa Garantia Safra 2021-2022, deve atender quase 200 mil agricultores familiares em todo o estado. Para isso, prefeitos de diversos municípios cearenses assinaram, na manhã desta segunda-feira (20), na sede da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), em Fortaleza, os termos de adesão ao Programa. A adesão é realizada anualmente em parceria com municípios, Estado e a União, por meio do Ministério da Agricultura, Pesca e Abastecimento (Mapa).

A solenidade contou com a presença do governador Camilo Santana; da vice-governadora Izolda Cela; do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão; do secretário da SDA, De Assis Diniz; do presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Júnior Castro; da Jovem Gestora, Anna Victoria; além de deputados estaduais e federais. Também estiveram presentes lideranças de movimentos sociais e sindicatos que representam os trabalhadores rurais.

O objetivo do Garantia Safra é garantir a segurança alimentar de agricultores familiares que residam em regiões com risco de perda de safra, por razão de estiagem ou enchentes. Serão beneficiados agricultores com renda mensal de até um salário-mínimo e meio, quando tiverem perdas de produção em seus municípios igual ou superior a 50%.

O governador falou sobre a parceria entre agricultor, município, Estado e União. “Cada um dando sua parcela nesse Programa tão importante que ajuda a proteger milhares de cearenses que produzem os alimentos que vão à mesa dos cearenses todos os dias”, afirmou Camilo Santana.

Caso haja a necessidade de liberação do benefício para os agricultores no próximo ano, poderão ser injetados na economia cearense cerca de R$ 107 milhões, oriundos de contrapartidas municipais, estadual e federal.

“Chega naqueles que mais precisam, os agricultores familiares no seu trabalho importante, para minimizar as situações de dificuldades que muitas vezes eles enfrentam, especialmente aqueles que dependem da regularidade das chuvas”, pontuou Izolda Cela.

O titular da SDA, De Assis Diniz, destacou o impacto desses investimentos e de outras políticas do Estado para fortalecer a agricultura familiar. “É deste olhar de desenvolvimento que hoje nós podemos falar, para que o agricultor possa desenvolver na sua propriedade o que é fundamental, desenvolver atividade econômica, porque nós somos, sim, uma atividade econômica. E quando olhamos o investimento que o governador fez, seja na política de mecanização da agricultura, seja com a política de assistência técnica. Somente este ano, o governador disponibilizou mais de R$ 27 milhões para atender os irmãos e irmãs cearenses. Quando nós olhamos a política da agroindústria, o projeto São José, com investimento de mais de R$ 750 milhões. Esta é a dinâmica econômica que nós estamos construindo”.

Na oportunidade, Camilo Santana anunciou que convocará, em janeiro de 2022, os aprovados no concurso da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). O chefe do Executivo estadual também reforçou que será realizado concurso público para a SDA.

Apoiando quem produz

No Ceará, o período que antecede a quadra chuvosa é de grande expectativa. A espera e a incerteza são amenizadas com iniciativas que dão segurança, ressaltou o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece). “Nos últimos anos, nós vivemos momentos muito difíceis, com a desestruturação das políticas de transferência de renda, de desenvolvimento do campo e da agricultura familiar em nível nacional, mas aqui, no Ceará, tivemos o privilégio de o governador manter todas as políticas de transferência de renda”, salientou Raimundo Martins, que também destacou a importância do Garantia Safra.

O pagamento da edição 2020-2021 está sendo efetuado desde o último 10 de dezembro. Foram contemplados 162 municípios, somando um total de 119.942 beneficiários com uma única parcela de R$ 850,00, o que representa a injeção de quase R$ 102 milhões na economia do Estado.

Um apoio muito aguardado pelas famílias de Milhã, cidade do Sertão Central. Segundo o prefeito Alan Macêdo, o município não recebia o benefício há quatro anos. Milhã é proporcionalmente o maior produtor de leite do Estado, produzindo 120 mil litros de leite por dia. A participação dos pequenos produtores nesse resultado é de quase 30%.

“É uma ajuda importantíssima, porque são 884 produtores que recebem o Garantia Safra que faz girar a economia de Milhã. A felicidade é enorme, por onde a gente anda, por causa dessa parcela que foi recebida no dia 10, é agradecimento da população”, relatou o prefeito, que assinou a adesão para 2021-2022.

O desejo de Manoel Missias, agricultor e dirigente estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra do Ceará (MST-CE), é que 2022 seja um ano melhor, com muitas chuvas para encher de alegria a rotina dos homens e mulheres do campo. “A gente sabe que viver no campo com toda a situação climática, secas e vários problemas que vão aparecer no dia a dia, mas a gente compreende que nós temos um papel importante”, disse.

 

Ouça

O governador falou sobre a parceria entre agricultor, município, Estado e União.

A vice-governadora, Izolda Cela, destacou a importância do seguro Garantia Safra para oferecer aos trabalhadores da agricultura familiar a certeza de uma renda mesmo com um inverno incerto.

O secretário da SDA, Francisco de Assis Diniz, destacou o impacto desses investimentos e de outras políticas do Estado para fortalecer a agricultura familiar.

Na oportunidade, Camilo Santana anunciou que convocará, em janeiro de 2022, os aprovados no concurso da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). O chefe do Executivo estadual também reforçou que será realizado concurso público para a SDA.