PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Saúde do Ceará confirma três casos da variante Ômicron no estado

23 de dezembro de 2021 - 16:26 # # # #

Ascom Sesa Texto
Thiara Montefusco Foto

Amostras foram coletadas no Centro de Testagem do Aeroporto Internacional de Fortaleza e no drive-thru do Shopping RioMar Kennedy

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) confirma a identificação de três casos da variante Ômicron do coronavírus no estado. As três pacientes são viajantes e estão em isolamento em Fortaleza. As amostras positivas passaram por sequenciamento genômico realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen), sendo duas coletadas no Centro de Testagem (CT) do Aeroporto Internacional de Fortaleza e uma no drive-thru do Shopping RioMar Kennedy.

A secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Ricristhi Gonçalves, enaltece a importância dos Centros de Testagens disponibilizados pela pasta. “São equipamentos que nos permitem saber quem está com Covid-19, além de analisar as amostras e identificar variantes. Esta é uma etapa importante para a contenção da transmissão viral. A Sesa também faz o rastreio dos casos e o monitoramento dos pacientes. Até então, temos somente estes três casos importados da variante Ômicron e as pacientes estão isoladas. Seguimos monitorando e orientando os municípios a montarem barreiras sanitárias nas rodoviárias, para reforçar essa rede de identificação e proteção”.

Gonçalves reforça que o uso de máscaras e as medidas de segurança e etiqueta respiratória são eficazes e devem ser utilizadas, principalmente, neste momento de surgimento de nova variante do coronavírus e circulação de outras síndromes gripais.

Perfil dos pacientes

As três mulheres identificadas com variante Ômicron no Ceará têm perfis diferentes. Uma delas é tailandesa, de 24 anos, está grávida e começou a sentir sintomas gripais no dia 7 de dezembro. Ela fez exame no CT do drive-thru do Shopping RioMar Kennedy e cumpriu o isolamento em Fortaleza. Não há informação sobre vacinação na paciente.

Os outros dois casos são de passageiras que desembarcaram em Fortaleza no aeroporto da Capital. Uma é paulista, de 31 anos, vinda de São Paulo, com sintomas iniciados no último dia 15. Ela tomou duas doses de vacina contra a Covid-19. A outra paciente tem 26 anos, é natural de Tianguá (CE), mas veio de Milão, na Itália, com escala no Rio de Janeiro. Ela começou a sentir sintomas no dia 17 de dezembro e tem esquema vacinal completo. Ambas seguem em isolamento.