PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Porto do Pecém bate recorde e fecha 2021 com mais de 22 milhões de toneladas movimentadas

5 de janeiro de 2022 - 12:53 # # # # #

Áquila Leite e Celso Tomaz - Ascom Complexo do Pecém - Texto

Prestes a completar 20 anos, o Porto do Pecém inicia 2022 já celebrando uma importante conquista. Isso porque, pela primeira vez em sua ainda jovem história, o terminal portuário cearense superou a marca de 20 milhões de toneladas (t) de cargas movimentadas em um único ano. Ao todo, 22.417.077 t passaram pelo Pecém ao longo de 2021, um recorde absoluto para o setor portuário do Estado.

A movimentação alcançada pelo Porto do Pecém no ano passado também representa um crescimento de 40,7% ante o resultado de 2020, quando foram movimentadas 15,9 milhões de toneladas, o que comprova a tendência de plena retomada, após um período difícil decorrente da pandemia, e consolida o terminal portuário cearense como um dos portos que mais crescem no Brasil.

“É extremamente gratificante iniciarmos um novo ano anunciando o melhor resultado da história do terminal portuário do Pecém. Fechamos a movimentação de 2021 com 22,4 milhões de toneladas, um resultado inédito que nos faz começar 2022 da melhor maneira possível, pois é o ano que marca os 20 anos de operação do Porto do Pecém. Por isso, minha gratidão aos homens e mulheres que ajudaram a escrever essa história de sucesso da logística cearense e brasileira”, celebra Danilo Serpa, presidente do Complexo do Pecém.

Embarques e desembarques

Durante o ano passado, os desembarques de mercadorias no Porto do Pecém cresceram 43% ante 2020, atingindo a marca de 15.157.188 t. Além disso, os embarques também registraram um aumento, de 36%, e alcançaram o patamar de 7.259.889 t, o que significa que mais cargas foram exportadas do Ceará para o mundo através dos navios que atracaram no terminal portuário do Estado.

Não à toa, a quantidade de embarcações que passaram pelos berços do Porto do Pecém saltou de 648, em 2020, para 811, em 2021. Essa já é, inclusive, a maior movimentação anual de navios na história do terminal portuário do Pecém.

Natureza da carga

Entre as cargas movimentadas no Porto do Pecém ao longo de 2021, o maior destaque foi o granel sólido, em especial combustíveis minerais e minérios. A carga conteinerizada também teve participação importante no acumulado do ano, com destaque para cereais, sal e frutas. Confira a relação completa:

44% – Granel sólido, com 9.827.740 toneladas movimentadas
24% – Contêineres, com 5.389.230 toneladas movimentadas
17% – Carga solta, com 3.847.852 toneladas movimentadas
15% – Granel líquido, com 3.352.255 toneladas movimentadas

O Pecém é um terminal multicargas por movimentar granéis sólidos, granéis líquidos, contêineres e cargas em geral nos 10 berços que possui. Esse elo, inclusive, na cadeia logística do transporte marítimo, é considerado um Hub Portuário – hoje conectado por sete linhas de cabotagem e três de longo curso.

Tipos de Navegação

Na navegação de cabotagem (Pecém para outros portos do Brasil), o terminal portuário cearense totalizou 12.173.305 toneladas movimentadas em 2021, um aumento de 35% ante o ano anterior. Nos desembarques, os principais produtos movimentados foram: minérios (4.400.451 t); combustíveis minerais (571.415 t); ferro fundido (530.858 t); e cereais (518.461 t). Já nos embarques, os destaques ficaram por conta de combustíveis minerais (1.444.582 t); ferro fundido (741.526 t); sal (570.939 t); e produtos da indústria de moagem (196.045 t).

A navegação de longo curso (Pecém para outros portos do mundo), por sua vez, totalizou 10.243.772 toneladas movimentadas no ano, alta de 48% ante 2020. Nos desembarques, os principais produtos foram: combustíveis minerais (6.302.715 t); ferro fundido (678.117 t); e minérios (185.371 t). Nos embarques de longo curso, os destaques foram verificados nas movimentações de ferro fundido (2.021.680 t); frutas (306.868 t); e combustíveis minerais (146.330 t).