PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Forças de Segurança apreenderam mais de 12 mil armas de fogo nos últimos dois anos no Ceará

11 de janeiro de 2022 - 16:08 # # # # # #

Ascom SSPDS - Texto

Mais de 12 mil armas de fogo foram apreendidas nos anos de 2020 e 2021 no Estado do Ceará. As ações de abordagem, patrulhamento e de investigação realizadas pelas Forças de Segurança nos últimos dois anos resultaram na retirada de circulação de 12.197 armas em todo o território cearense. Esse trabalho faz parte da estratégia adotada para reduzir as ocorrências de mortes provocadas por crimes violentos no Estado, que apresentaram retração de 18% no ano passado.

No decorrer do ano de 2021, 6.080 armas foram recolhidas pelas Polícias do Ceará. Já no ano de 2020, os profissionais da Segurança apreenderam 6.117 artefatos em todo o território estadual. Os dados de apreensões de armas de fogo foram compilados pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), instituição vinculada à SSPDS.

O coronel comandante-geral da Polícia Militar do Ceará (PMCE), Márcio Oliveira, comentou sobre as ações realizadas diariamente pelas tropas a pé, motorizadas e a cavalo. “Nessas ações, são realizadas várias apreensões de armas de fogo, fruto das inúmeras abordagens policiais e ações de inteligência. Essas apreensões contribuem para a redução dos crimes de roubos, de lesões, de homicídios e outros. As armas mais apreendidas são revólveres e pistolas, que, ao serem retiradas das ruas, além de contribuir para a redução dos crimes, eleva a sensação de segurança do cidadão cearense”, afirmou.

Apreensões de armas de fogo em dezembro

No último mês de 2021, 535 armas de fogo foram apreendidas em território cearense. O número representa um aumento de 14,3% em relação às 468 apreensões realizadas em dezembro de 2020. Todas as informações foram divulgadas no painel dinâmico da Supesp.

Outros índices divulgados

Nos últimos dias, a SSPDS tem apresentado outros balanços positivos em relação à redução dos indicadores criminais. Na terça-feira (4), foi divulgada a redução de 18% nas mortes provocadas por crimes violentos no Ceará. Em todo o ano de 2021, foram registradas 3.299 mortes provocadas por crimes violentos. Em comparação com o ano anterior, quando aconteceram 4.039 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), foram 740 casos a menos.

Na quarta-feira (5), foi apresentado o balanço com a redução dos Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVP), que abrangem todos os tipos de roubos. Em todo o ano de 2021, o Ceará apresentou uma redução de 10,8%, com 48.141 casos registrados. O acumulado do mesmo período em 2020 totalizou 53.956.

Os dados sobre a redução dos roubos de cargas no Ceará foram divulgados na última quinta-feira (6). O balanço apresentado pela pasta foi o melhor resultado de toda a série histórica em relação a esse tipo de crime. No ano de 2021 houve a redução de 28,5% nesse tipo de ocorrência em território cearense. A comparação é com todo o ano de 2020, quando foram contabilizadas 63 ocorrências, enquanto no ano seguinte (2021) esse registro caiu para 45 casos.

Outro dado positivo foi a redução de roubos a instituições financeiras em 2021, também com o melhor balanço da série histórica. As informações foram divulgadas na sexta-feira (7). No comparativo de 2021 com o ano de 2020, houve uma retração de 7,4%. Este foi o quinto ano seguido de retrações nessa modalidade de roubo.

Nessa segunda-feira (10), a SSPDS também divulgou o total de apreensões de drogas nos dois últimos anos no Ceará. Durante o período, as Forças de Segurança apreenderam mais de 15,5 toneladas de entorpecentes em todo o Estado, das quais 2,7 toneladas foram de cocaína.