PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Clima quente e chuvoso favorece aparecimento de escorpiões; saiba como prevenir e o que fazer em caso de acidentes

25 de janeiro de 2022 - 13:06 # # # # # #

Suzana Mont'Alverne - Ascom Sesa

O atual período no Ceará, de clima quente e chuvoso, pode aumentar o número de acidentes com escorpiões. Os animais costumam buscar lugares secos, como as residências, para se proteger. Por isso, a atenção e os cuidados com a proteção devem ser ampliados.

O assessor técnico do Programa de Acidentes com Animais Peçonhentos da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Ivan Luís de Almeida, afirma que os escorpiões vivem nas redes de esgoto e elétrica e, por não serem animais aquáticos, buscam novos abrigos. “O aumento de acidentes envolvendo os animais neste período está diretamente ligado à necessidade de buscar locais secos para se proteger. Vão em busca de locais seguros para eles”.

O acesso dos escorpiões às residências, segundo Almeida, ocorre, geralmente, pela rede de esgoto, visto que os animais se alimentam de baratas. “Os ralos são os locais com maior concentração do seu alimento. Então, se há barata na residência, existe também a probabilidade de ter escorpião”, relaciona. No ano passado, 5.203 acidentes com escorpiões foram registrados no Estado.

Prevenção de acidentes

É possível prevenir o surgimento dos animais nas residências com medidas simples, como vedar os ralos. “Devem ser colocadas nos ralos dos banheiros, cozinha e lavanderia telas de proteção ou optar por ralos que abrem e fecham”, indica o assessor técnico.

Ele também orienta sobre a instalação de redes de proteção nas frestas das portas e utilização de protetor nas tomadas, além de tampar possíveis buracos em paredes e pisos.

A higienização da casa é outro ponto importante. “Os animais costumam buscar comida à noite, por isso, quintais devem ser mantidos limpos, sem acúmulo de entulhos; o lixo não deve ser acumulado e precisa ser bem armazenado; gramas e gramados devem estar aparados e a limpeza de vasilhas de alimentos dos animais também deve ser feita regularmente”, reforça.

Os cuidados pessoais também devem ser feitos. “É importante averiguar roupas e sapatos antes de vestir”, diz. E continua: “Armários, locais pequenos e espaço sob o colchão também podem ser esconderijos dos escorpiões. Importante sempre averiguar a cama e lençóis antes de deitar, bem como evitar deixar a cama encostada na parede”.

Recomendações em caso de acidente

A indicação, em caso de picada por escorpião, é lavar o local com água e sabão e procurar uma unidade de saúde mais próxima. “A pessoa não deve cortar, furar, apertar ou fazer uso de qualquer outro produto”, enfatiza o profissional da pasta. “Acidentes por escorpiões podem matar. Principalmente crianças de zero a 12 anos e idosos (a partir de 60 anos)”.

Notificações

Almeida explica, ainda, que, além da assistência ao usuário, as unidades de saúde, por meio da notificação, auxiliam também os dados estaduais. “É fundamental que os profissionais registrem casos envolvendo animais peçonhentos. O não registro sinaliza para o Ministério da Saúde (MS), órgão que fornece o soro para estes casos, que não há necessidade de envio”, alerta.

Estão inseridos na categoria animais peçonhentos: abelhas, aranhas e serpentes, por exemplo.