PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Ceará é modelo de desenvolvimento do artesanato para outros estados do Brasil

11 de fevereiro de 2022 - 14:34 # # # # #

Ascom SPS

Fortaleza sedia encontro anual do Programa do Artesanato Brasileiro

“O que está sendo feito aqui no Ceará está sendo muito bem pensado com uma lógica de desenvolvimento do setor artesanal. É por isso que o artesanato tem trazido renda para o artesão e também visibilidade para o Estado. Um modelo que será replicado para outros estados do Brasil”. A afirmação é do subsecretário de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade (Sepec), do Ministério da Economia, Fábio Silva, durante reunião do Programa do Artesanato Brasileiro, em Fortaleza. A capital cearense sedia, até esta sexta-feira (11), o encontro com coordenadores de 15 unidades da federação e Distrito Federal para discutir estratégias para o fortalecimento do artesanato brasileiro em 2022.

“A coordenação nacional e as coordenações estaduais estão reunidas para traçarmos o planejamento estratégico do programa, informar dos resultados do ano anterior e planejar o ano corrente dessas iniciativas”, explica o subsecretário.

A programação é organizada pela Central de Artesanato do Ceará (CeArt), equipamento vinculado à Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS). O primeiro dia do encontro contou com a presença do secretário executivo da Proteção Social, Francisco Ibiapina.

O evento pretende aprofundar as discussões acerca do fortalecimento e melhorias para o artesanato brasileiro, bem como o planejamento das ações para 2022. “Por causa das ações que estão sendo desenvolvidas pelo Governo do Ceará, os bons resultados da CeArt nas feiras do PAB e o destaque nacional da Central, que serve de modelo para impulsionar o artesanato de outros Estados, a capital cearense foi escolhida para sediar esse encontro”, afirma a coordenadora da CeArt, Patrícia Liebmann.

Durante o evento, a Coordenadoria de Desenvolvimento do Artesanato apresentou o projeto Rotas CeArt, que vai traçar 14 rotas do artesanato cearense, por meio de site e aplicativo. Os interessados em conhecer esses fazeres e saberes poderão viajar pelo Ceará seguindo as fascinantes e diferentes tipologias e técnicas que têm sido passadas de geração em geração no Estado.

A comitiva também participou de visita à loja da CeArt no Shopping Aldeota e ao complexo CeArt, na praça Luiza Távora, na quinta-feira. No fim de semana, o grupo visita os polos artesanais de Aracati e Aquiraz.