PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Vitiligo: Papo Saúde destaca especificidades da doença de pele nesta terça (1º)

28 de fevereiro de 2022 - 15:06 # # # # # #

Daniel Araújo - Ascom ESP/CE - CARGO
: Júlio Lopes - Arte gráfica

Caracterizada pela redução ou falta de melanina (pigmentação que dá cor à pele) em certas áreas do corpo, o vitiligo é uma doença que surge na forma de manchas brancas nas áreas afetadas. Apesar dos estigmas que cercam pessoas acometidas pela condição, esta é considerada a mais comum dentre as despigmentações da pele, afetando cerca de 0,5% da população mundial. Tanto adultos como crianças de qualquer cor de pele podem desenvolver a doença autoimune em algum momento da vida.

O debate sobre o vitiligo cresceu nas últimas semanas devido à presença da modelo e designer de unhas Natália Deodato no reality show Big Brother Brasil, da Rede Globo. Sempre atento a pautas que movimentam a opinião pública, o Papo Saúde ESP desta terça-feira (1º) abordará o tema no debate on-line.

A live, realizada pela Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE), vinculada à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), vai ser transmitida pelo canal oficial do Instagram da instituição (@espceara) a partir das 19h30.

Participa desta edição a dermatologista e diretora técnica do Centro de Dermatologia Dona Libânia, Maria Araci de Andrade Pontes. A mediação será feita pela gerente de Extensão em Saúde da ESP/CE, Luciana Rocha. Durante o encontro virtual, o público poderá enviar perguntas e comentários.

Causas e recomendações

Algumas doenças como diabetes tipo 1, certos tipos de anemia, além de predisposição genética e alterações emocionais podem ser agentes desencadeadores do vitiligo. Ainda não há consenso sobre métodos para a cura da doença, mas tratamentos específicos, como a aplicação de pomadas, loções e fototerapias podem fazer com que a pele recupere parte da pigmentação em algumas regiões.

Um outro fator que precisa ser considerado é o estado psicológico do paciente, uma vez que fatores emocionais podem estar relacionados ao agravamento e à evolução das lesões. Ainda que os recursos terapêuticos existam, o impacto estético que a enfermidade provoca na saúde mental das pessoas precisa ser considerado e o debate contra o preconceito deve ser aberto.

Uma vez diagnosticado, o paciente com vitiligo deve seguir algumas recomendações: tomar banhos de sol de acordo com a recomendação médica; fazer usos de hidratantes; e buscar inserir na alimentação certos antioxidantes, como vitamina E, vitamina C, betacaroteno e ácido fólico. Todos estes alimentos podem ajudar na eventual melhora das lesões.

Serviço

Papo Saúde ESP
Vitiligo: entender para vencer o estigma
Quando: terça-feira (1º), às 19h30
Convidada: Maria Araci de Andrade Pontes, dermatologista e diretora técnica do Centro de Dermatologia Dona Libânia.
Onde: perfil da ESP/CE no Instagram (@espceara)