PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Ceará chega a 34 unidades de conservação com a criação da APA Berçários da Vida Marinha

1 de março de 2022 - 17:07 # # # # # # # # # #

Fhilipe Augusto - Comunicação Institucional - Texto
Eduardo Lacerda e Ascom Casa Civil - Fotos

O governador Camilo Santana assinou, nesta terça-feira (1), decreto criando a Área de Proteção Ambiental (APA) Berçários da Vida Marinha, em Icapuí. A nova unidade de conservação, de uso sustentável, é a 34ª estadual. Com 13.230 hectares de área total e quase 50 mil metros de perímetro, a unidade fica localizada entre as APAs da Praia de Ponta Grossa e do Manguezal da Barra Grande, permitindo a formação de um corredor ecológico costeiro e marinho, assim como uma gestão integrada dessas áreas protegidas. A assinatura contou com a presença da vice-governadora Izolda Cela, do secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno, e do prefeito de Icapuí, Lacerda Filho.

Servidor de carreira de um órgão ambiental, Camilo Santana destacou a importância de se criar esses espaços de preservação. “Assinei há pouco o decreto que cria a Área de Proteção Ambiental (APA) Berçários da Vida Marinha, em Icapuí. Com área total de 13,2 mil hectares, a unidade de conservação fica localizada entre a Praia de Ponta Grossa e o Manguezal da Barra Grande, permitindo a formação de um corredor ecológico costeiro e marinho, importante para garantir a preservação de todo o ecossistema local.”

A região foi transformada em unidade de conservação com o objetivo de proteger as aves limícolas e os locais de reprodução e alimentação do peixe-boi marinho. Além disso, a iniciativa busca garantir a sobrevivência da flora e a proteção de animais terrestres e marinhos da região, assim como a redução de efeitos das mudanças climáticas.

Titular da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), Artur Bruno comentou mais esse ganho para a proteção ambiental e sustentabilidade cearense. “Esta é mais uma unidade de conservação para assegurar a proteção dos ecossistemas marinhos que possuem um importante valor ambiental, social e econômico para o Ceará”, disse o gestor da pasta.

Por ser uma unidade de conservação de uso sustentável, serão permitidas na APA Berçários da Vida Marinha a realização de atividades econômicas tradicionais sustentáveis da região, como pesca e extrativismo; a conservação da cultura dos povos da região e atividades turísticas voltadas à efetivação do turismo comunitário e sustentável. A gestão da APA Berçários da Vida Marinha se dará através de Conselho Consultivo, presidido pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema).

A criação da APA foi um trabalho da Sema que contou com o apoio do Programa Cientista-Chefe Meio Ambiente (Funcap/Sema/Semace) e a parceria da Prefeitura de Icapuí, universidades, ONG Aquasis e Fundação Brasil Cidadão.