PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Complexo ambiental e gastronômico da Sabiaguaba é inaugurado para estimular o turismo ambiental em Fortaleza

29 de março de 2022 - 13:42 # # # # #

Daniel Herculano - Ascom Casa Civil - Texto
Helene Santos e Carlos Gibaja - Fotos

Projeto teve um investimento de mais de R$ 11,5 milhões e manteve todos os 17 permissionários originais da comunidade

Fortaleza acaba de ganhar uma excelente estrutura gastronômica para cearenses e turistas com um cenário maravilhoso: o Complexo Ecológico e Gastronômico de Sabiaguaba. O equipamento foi inaugurado, nesta terça-feira (29), com a presença do governador Camilo Santana, vice-governadora, Izolda Cela, do prefeito de Fortaleza, José Sarto, do presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, e do titular da secretaria de Meio Ambiente, Artur Bruno.

“Esse projeto surgiu, depois de uma visita minha aqui, anos atrás, e hoje virou realidade. Mantivemos todos os 17 permissionários originais, que oferecem a culinária maravilhosa do Ceará, gerando emprego e renda para muitas famílias. Todos vão passar por um processo de capacitação. O local possui toda uma infraestrutura de cozinhas, mesas, cadeiras, tudo para receber bem os cearenses e também os turistas. Um espaço belíssimo, e que terá uma base da polícia 24 horas para dar segurança a todos”, pontuou Camilo Santana.

Além da inauguração do equipamento, foi dado início ao Programa de Capacitação em Empreendedorismo e Gastronomia Social, para que os permissionários possam se preparar ainda mais a fiim de receber melhor o público e traçar estratégias para expandir seus negócios.

A vice-governadora exaltou a importância da obra para a cidade. “Fortaleza ganha um novo espaço gastronômico, mas também as famílias dessa comunidade ganham. A gente sabe a capacidade de melhoria de vida em um equipamento como esse, que dá mais oportunidades para todos”, ressaltou Izolda Cela.

A previsão de funcionamento pleno do Complexo é em julho de 2022, período de férias e elevada movimentação de turistas no Ceará. Mas até lá, as atividades já se iniciaram: a Secretaria de Meio Ambiente – Sema e o Instituto Dragão do Mar – IDM estão em constante diálogo com a comunidade para acompanhar a preparação dos quiosques para a abertura para o público, que será gradual e sustentável.

“Estamos realizando um sonho dos permissionários da Sabiaguaba, que nos próximos três meses ainda receberão o auxílio do Estado nessa fase de adaptação. Aqui temos uma comunidade com uma belíssima história para contar, e a partir de agora, poderemos oferecer o melhor da nossa gastronomia, respeitando e cuidando do meio ambiente, e em constante evolução”, ressaltou o secretário Artur Bruno.

O Programa de Capacitação em Empreendedorismo e Gastronomia Social tem como parceiros para a realização dos cursos o Sebrae Ceará e a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará também gerido pelo IDM.

O prefeito José Sarto agradeceu a parceria com o Governo do Ceará, através do programa Juntos por Fortaleza, e exaltou a entrega do equipamento. “Estamos aqui hoje com essa chuva de bençãos, em um dos locais mais bonitos da cidade, para receber um equipamento que vai impulsionar o turismo tanto para cearenses quanto para quem vem de fora. Nós temos uma das orlas mais bonitas do Brasil, da Barra do Ceará até aqui na Sabiaguaba, então só temos a agradecer”, disse.

A permissionária Maria Luiza Silva comemorou a entrega do novo equipamento. “Aqui são 17 permissionários, mas tem muitas famílias por trás, que vão viver disso. Está sendo tudo espetacular, como o governo acordou, tudo cumprido em oito meses”.

Participação da comunidade

O Complexo Ambiental e Gastronômico da Sabiaguaba faz parte do Parque Estadual do Cocó. É um equipamento público, administrado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente – Sema, em parceria com o Instituto Dragão do Mar e com a participação da comunidade da Sabiaguaba.

O projeto promove o desenvolvimento sustentável da região através da valorização do patrimônio natural e cultural da Sabiaguaba. Como Complexo, ele se apoia em três grandes pilares: o Polo Gastronômico Tradicional, o Polo Cultural Memória e Natureza, e o Polo de Ecoturismo e Educação Ambiental.

É, portanto, um local com vários atrativos para os visitantes e de oferta de serviços e atividades relevantes para a população cearense: lazer, gastronomia, arte, memória, fruição da beleza cênica local e, especialmente, preservação e educação ambiental.

A gestão do Complexo será feita pela Sema e o IDM, sempre em diálogo com a comunidade local, o Conselho Gestor do Parque do Cocó, parceiros institucionais e os muitos amigos da Sabiaguaba. Estão previstas ações para gerar oportunidades de capacitação e renda para a população local, sobretudo nas áreas de gastronomia, educação patrimonial e ecoturismo.

Projeto sustentável

Com um investimento de pouco mais de R$ 11,5 milhões, o projeto teve como motivadores principais a adequação do espaço para os usos culturais e econômicos que já aconteciam tradicionalmente, de forma que também respeitassem o meio ambiente, diminuindo o impacto ambiental das atividades realizadas. Foram construídos 17 quiosques para produção e comercialização de alimentos, cada um com cozinha, área de preparo de alimentos e despensa, equipados com fogão, coifa, refrigerador e freezer. O público tem ainda a uma área de passeio no andar superior, com uma bela vista do mangue e do rio Cocó de um lado e das dunas da Sabiaguaba do outro.

Além disso, o projeto tem um píer para facilitar o acesso a embarcações pelo rio Cocó. O Complexo contará também com uma sala especial para as atividades do Polo Cultural, que terá atividades e exposições, a construção de um espaço de valorização da memória e do patrimônio cultural da Sabiaguaba.

Presenças

A solenidade de inauguração contou com as presenças da secretaria especial do governador, Janaína Farias, do titular da Superintendência de Obras Públicas, Quintino Vieira, do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Sandro Caron, Coronel Márcio Oliveira, comandante da Polícia Militar do Ceará, dos deputados estaduais Acrísio Sena, Fernando Hugo e Tin Gomes; do presidente da Câmara de Vereadores de Fortaleza, Antônio Henrique, e outros parlamentares da casa legislativa; além de lideranças comunitárias da região da Sabiaguaba.