PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

“Papo SUS”: aplicabilidade da Epidemiologia no sistema de saúde é tema de live nesta terça

16 de maio de 2022 - 15:35 # # # #

Daniel Araújo - Ascom ESP/CE Texdto
Raiane Ferreira Arte gráfica

Entendida como uma área essencial para a investigação e a análise de fatores de riscos e agravos em saúde, a Epidemiologia é uma das mais importantes ferramentas de desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Mas quais os conceitos que envolvem a sua aplicabilidade no dia a dia do sistema e como o cidadão pode sentir os efeitos de sua ação na dinâmica da saúde pública brasileira? Essas e outras questões serão discutidas no Papo SUS desta semana.

Realizada pela Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues (ESP/CE), vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a live ocorrerá nesta terça-feira (17), no perfil da autarquia no Instagram (@espceara), a partir das 19h30.

As convidadas desta edição são a enfermeira e mestra em Saúde Pública, Sarah Mendes; a epidemiologista e mestra em Saúde Coletiva, Ana Rita Cardoso; e o epidemiologista e doutor em Saúde Pública, Jonas Brant. A mediação será da gerente de Extensão em Saúde da Escola, Luciana Rocha.

Ao longo de uma hora, os convidados conversarão sobre o tema a partir de um debate sobre como a Epidemiologia pode ser entendida como o estudo que permite os controles dos problemas de saúde no território brasileiro, o seu papel para o desenvolvimento de estratégias de promoção e proteção à saúde no País e como a área se coloca como uma proposta de educação permanente para os profissionais brasileiros que atuam como epidemiologistas.

EpiSUS

O Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (EpiSUS) foi implantado no Brasil no ano 2000. Executado no âmbito federal das ações de vigilância em saúde, a iniciativa veio com a proposta de fortalecer a capacidade nacional de resposta às emergências em saúde pública.

O EpiSUS-Fundamental representa o primeiro de três níveis de treinamento de uma estratégia denominada Field Epidemiology Training Program (FETP), com duração de 12 semanas e adoção da mesma essência dos demais níveis, de ser um treinamento em serviço.

No Ceará, o projeto teve início em 2017 com a realização das primeiras turmas nos municípios de Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Paracuru, São Gonçalo do Amarante e Itaitinga. Por meio de uma parceria com a então Coordenadoria de Promoção e Prevenção em Saúde (Coprom) da pasta estadual, hoje Secretaria Executiva de Vigilância e Regulação em Saúde (Sevir), a formação passou a ser ofertada também em outras regiões do Interior.

Serviço

“Papo SUS” – Como a Epidemiologia se aplica ao SUS?
Data: terça-feira (17), a partir das 19h30
Local: perfil oficial da ESP/CE no Instagram