PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

SSPDS e vinculadas oferecem serviços de saúde voltados ao bem-estar mental

11 de outubro de 2022 - 10:37 # # # #

Ascom SSPDS

O Dia da Saúde Mental, instituído mundialmente no dia 10 de outubro, traz uma reflexão para a população e um alerta sobre a atitude de olharmos para a nossa saúde e o nosso bem-estar mental. A Federação Mundial da Saúde Mental instituiu a data em 1992 para conscientizar a sociedade acerca dos cuidados com a saúde psicológica.

Nos últimos anos, muitos progressos aconteceram no campo da psiquiatria, possibilitando tratamentos mais humanizados e adequados a cada tipo de transtorno. A saúde mental não pode ser tratada como um tabu. Segundo o Relatório Mundial de Saúde Mental da Organização Mundial de Saúde (OMS), publicado em junho deste ano, mostrou que, em 2019, um bilhão de pessoas viviam com transtornos mentais. Além disso, 15% dos adultos em idade laboral sofreram com algum transtorno mental. No Brasil, cerca de 12 milhões de pessoas sofrem de depressão, sendo a maior taxa da América Latina, segundo dados da OMS. No entanto, grande parte dos pacientes não têm acesso ao tratamento adequado e a programas de acolhimento, o que pode levar ao agravamento do quadro.

Por isso, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) considera a saúde mental uma prioridade. Portanto, todos precisam estar atentos aos sintomas de alerta, como alteração no sono, má alimentação, dificuldade nas relações familiares e sociais, nas atividades laborais e em tantos outros sinais.

Abips

A pasta dedica seus esforços para a manutenção da saúde mental dos profissionais que compõem o sistema de segurança, por meio da Assessoria de Assistência Biopsicossocial (Abips).

Ela tem como objetivo tornar os cuidados psicológicos acessíveis aos homens e mulheres das Forças de Segurança do Ceará. Por isso, a SSPDS conta com a Abips. O setor, que foi criado em 2017, oferece serviços para o acompanhamento psicológico, tendo como público-alvo os agentes da Segurança Pública das vinculadas da SSPDS: Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp) e Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp).

A Abips funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, e das 13h às 17h, com atendimento psicológico, plantão psicológico, atendimento social, atendimento psiquiátrico, além de palestras, ações e intervenções em grupo.

“Nós oferecemos um serviço voltado para o profissional da segurança pública, pensando nas especificidades que essa categoria traz, tanto no sentido laboral, quanto no sentido de prevalência de adoecimentos e de necessidades psicossociais. Além disso, fortalecemos a rede de apoio desse profissional que busca assistência, pensando numa teia de apoio: família, instituição onde trabalha e Abips (setor de cuidado em saúde), pois só assim é possível pensar em evolução, em retorno laboral e da própria funcionalidade em alguns casos, além de pesar na garantia dos direitos que os agentes de segurança pública possuem. Adaptações na rotina e nos hábitos precisam ser avaliados em conjunto quando alguém precisa se afastar para cuidar de si e essa habilidade de mediação precisa ocorrer de forma colaborativa, singularizada e responsável por toda essa rede, incluindo o próprio sujeito que precisa de apoio. A confirmação disso é o fato de muitas pessoas buscarem ajuda para seus comandados, pessoas da sua equipe, colegas e até familiares quando percebem e observam mudanças significativas de comportamento nessas pessoas, gerando preocupação”, explica a psicóloga e coordenadora da Abips, Bruna Gadelha.

Para ela, o serviço é essencial para todas as mulheres e homens da Segurança Pública do Estado. “Lidamos com a prestação de serviços para os profissionais que cuidam da garantia da proteção aos direitos individuais de cada cidadão; com aqueles que tomam a frente de acidentes que envolvem fogo e se dedicam à proteção das vidas e patrimônios públicos e privados; e ainda com profissionais que tratam da análise de dados a serem aplicados na construção de ações estratégicas. É legítimo e justo que haja também quem se dedique a cuidar, garantir direitos e pensar estrategicamente em ações para promover e prevenir a saúde dos profissionais da segurança pública”, completa Bruna.

Além de atendimentos, a Abips se dedica também a estimular as estratégias para atuar de maneira eficaz, proporcionando o fortalecimento de outros setores de saúde da segurança pública, como a Coordenadoria de Saúde e Assistência Social e Religiosa (CSASR) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e o Departamento de Assistência Médica e Psicossocial (Damps) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), com apoio em elaboração e controle de projetos para que os atendimentos psicológicos e psiquiátricos, entre outras ações que proporcionam um serviço de saúde mais completo aos profissionais.

Visando um melhor atendimento, a Abips trabalha para implementar também um serviço de fisioterapia, bem como outras áreas de saúde, que farão parte do quadro de serviços ofertados e das ações para proporcionar mais saúde, bem-estar e qualidade de vida aos servidores.

CSASR

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) conta com a Coordenadoria de Saúde e Assistência Social e Religiosa (CSASR), setor que tem a proposta de acolher, cuidar e monitorar a saúde dos policiais militares buscando a qualidade de vida desses profissionais. O serviço psicossocial é uma prática comprometida que se dá por meio de uma escuta qualificada e do levantamento de dados, elencando demandas que possam gerar acompanhamentos ou encaminhamentos para a rede de atenção. Os serviços são realizados das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Os atendimentos podem ser por demanda espontânea ou encaminhados pelos comandantes das organizações militares. A assistência é prioritária para policiais militares, contudo, em alguns casos, pode ser estendida para familiares. A coordenadoria conta ainda com quatro unidades no Estado, que são: Núcleo de Atenção Psicossocial de Sobral, Núcleo de Atenção Psicossocial de Juazeiro do Norte, Núcleo de Atenção Psicossocial de Crateús e Núcleo de Atenção Psicossocial de Quixadá. Todas as unidades oferecem o serviço de psicologia para dar suporte aos profissionais acompanhados. A CSASR conta com um campo de estágio com alunos da área de saúde que cursam na Capital e em municípios próximos aos quatro núcleos.

Programa Autocuidado Apoiado

A PMCE conta ainda com o Programa Autocuidado Apoiado, que visa ser uma extensão da CSASR nos batalhões, com policiais militares com formação na área da saúde, como: enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, educadores físicos, entre outros. O 6º, o 12º e o 21º Batalhões da PMCE e o Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) seguem com o Programa Autocuidado Apoiado que será também estendido a outros batalhões da Capital, da Região Metropolitana e Interior do Ceará.

“Esses profissionais atuam nesses batalhões como um elo entre a CSASR e a tropa. Eles identificam as necessidades de saúde, fazem parcerias com a rede local de saúde e universidades, para que cada policial militar tenha um atendimento adequado”, explica a tenente-coronel Sandra Helena de Carvalho Albuquerque, coordenadora de saúde e assistência social e religiosa da PMCE.

“A Coordenadoria oferta atendimento com psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais. Além de serviços como massagem e rodas de conversa nos quartéis. Outro ponto importante são os comandantes estarem cada vez mais atentos e sensíveis com os cuidados da saúde mental dos policiais militares”, ressalta a oficial.

Damps

Já a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) disponibiliza o Departamento de Assistência Médica e Psicossocial (Damps), que prestar assistência médica e psicossocial a todos os policiais civis e colaboradores da Delegacia Geral da Polícia Civil e a seus familiares, por meio de um trabalho educativo, preventivo e terapêutico.

Além de realizar atendimentos individuais ou em grupo com os policiais, servidores e familiares que necessitam de apoio, o Damps também promove atendimento médico, fisioterápico, psicológico, nutricional e acompanhado por educadores físicos.

O departamento também orienta e encaminha o servidor ao Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (ISSEC), ou a outras instituições quando necessário, além de estabelecer parcerias com outras secretarias e instituições do Estado, visando o atendimento de qualidade. O Damps presta ainda orientação pedagógica de creche escolar para os filhos de policiais civis, na faixa etária de dois a cinco anos de idade.

O departamento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com atendimento psicológico todos os dias, na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil, no bairro Centro de Fortaleza.

“Nós temos no departamento, além dos atendimentos médico, também atendimentos fisioterápicos, psicológicos, nutricionais e acompanhamento de educadores físicos. Os policiais civis contam ainda com uma academia, além de uma unidade de fisioterapia. Entramos com um projeto de terapias integrativas que ofertará escalda-pés, reike e outros serviços voltados para o bem-estar”, ressalta Sônia Maria Amaral da Silva, assistente social, especialista em saúde pública e gerente do Damps da PC-CE.

Serviço

Assessoria de Assistência Biopsicossocial (Abips) – SSPDS

Segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 14h às 17h

Telefone: (85) 98619-4860

Endereço: Av. Aguanambi, s/n com Av. Borges de Melo – José Bonifácio

E-mail:

Coordenadoria de Saúde e Assistência Social e Religiosa (CSASR) – PMCE

Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Telefone: (85) 3101-2236

Endereço: Rua Tereza Cristina, 1575 – Farias Brito

E-mail:

Departamento de Assistência Médica e Psicossocial (Damps) – PC-CE

Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Telefone: (85) 310-17367

Endereço: Rua do Rosário, 190 – Centro

E-mail