PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Ceará apresenta potencialidades no maior evento de tecnologia e inovação do mundo

3 de novembro de 2022 - 10:38 # # # #

Ana Beatriz Sugette - Ascom Sedet Texdto
Ascom Adece Foto

Estado é o único da federação a participar do Web Summit 2022 e de missão internacional de negócios

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet) e da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), participa, entre os dias 1º de outubro e 4 de novembro, do Web Summit Lisboa. Considerado o maior evento de tecnologia e inovação do mundo, a conferência ocorre na capital portuguesa e conta com a presença de uma delegação cearense composta por outras instituições.

Um termo de cooperação técnica entre Adece e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), vinculada ao Ministério das Relações Exteriores, foi firmado após chamamento público realizado pela entidade brasileira com a finalidade de selecionar parceiros públicos e privados para o evento. O Ceará é o único da federação a participar da conferência no Pavilhão Brasil, organizado pela Apex. O espaço conta com mais de 200 metros quadrados, salas de reuniões, estúdio de gravação de podcast e palco com pequeno auditório.

“CEOs de grandes empresas, novas startups de países do mundo inteiro e importantes players da indústria de tecnologia global participam do evento. Nossa participação tem o objetivo de prospectar negócios nos setores priorizados pelo Ceará e apoiar startups cearenses”, comenta o presidente da Adece, Francisco Rabelo.

O executivo relembra ainda que os esforços em torno do segmento fazem parte de uma das novas frentes de trabalho da Adece. “No início do ano implantamos o novo Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI), que valoriza mais ainda a indústria 4.0, empresas antenadas nas questões ESG, empresas abertas ao comércio internacional, entre outras. É uma maneira de reter os talentos cearenses que hoje são muito exportados para outros estados e países”, explica.

Apresentação do Governo do Ceará

Um dos pontos mais importantes da participação do Governo do Ceará no evento será uma apresentação a ser realizada por Sedet e Adece, na sexta-feira (4), às 10 horas (horário de Lisboa), no espaço Masterclass, dentro do evento. Na ocasião, o Estado será apresentado para potenciais investidores estrangeiros.

“Nossa apresentação na Masterclass fala das potencialidades de desenvolvimento do Estado com foco em clusters econômicos priorizados, tais como Economia da Saúde, Logística, Agropecuária, Tecnologia da Informação e Comunicação, e Energia Renovável com destaque para o Hidrogênio Verde”, explica o secretário executivo de Comércio, Inovação e Serviços da Sedet, Julio Cavalcante.

Apoio a startups

Três startups cearenses com melhores classificações no Programa Clusters de Inovação, realizado por meio de parceria entre Sedet, Secitece, Adece e Funcap, participam também do evento com apoio do Governo do Ceará e Sebrae Ceará. IDSoft, Pesse e Ortusolis são dos segmentos de Energias Renováveis, Logística e Cadeia Produtiva da Saúde, respectivamente. Além delas, a Gnomon, também do Programa Clusters, participará do evento levando sua solução para o setor do Turismo. Na sexta-feira (4), às 15 horas (horário de Lisboa), as quatro empresas farão uma apresentação no palco do Pavilhão Brasil, junto a mais duas startups de jogos apoiadas pelo Sebrae – The Guardian Dog Studio (TGD) e Lumo Entertainment.

“Temos um programa de desenvolvimento regional que parte de problemas do setor privado dos Clusters priorizados regionais de cada região do Estado para construir soluções com apoio de pesquisadores e startups da própria região”, finaliza Julio.

Instituições unidas

A delegação cearense presente no evento abrange um grupo de instituições que juntas unem esforços pela internacionalização de empresas do Estado. São parceiros do Ceará no evento, o Sebrae Ceará, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil Portugal Ceará, a Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil e o Instituto Federal do Ceará (IFCE).