PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Governo do Ceará celebra 30 anos de Spaece na educação pública cearense

9 de novembro de 2022 - 21:01 # # # #

Isabella Campos - Ascom Casa Civil Texdto
Tiago Stille Fotos

Avaliação anual identifica competências e habilidades dos estudantes das redes estadual e municipais; monitoramento subsidia o desenvolvimento de políticas públicas

A governadora em exercício, Maria Nailde Pinheiro Nogueira, esteve presente na noite desta quarta-feira (9), na abertura do Seminário Spaece 30 anos, em reconhecimento à atuação do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece) em prol da educação pública cearense nas últimas três décadas. O evento foi realizado pela Secretaria da Educação (Seduc), em parceria com a Universidade Estadual do Ceará (Uece) e o apoio do Instituto Unibanco, por meio do programa Jovem de Futuro.

“O Spaece é muito mais que uma ferramenta de gestão pública voltada ao aprimoramento da educação pública. É uma realidade que transforma vidas e é símbolo do nosso potencial”, enfatizou a desembargadora e governadora em exercício, Nailde Pinheiro. “Hoje é dia de fazer aquela avaliação daquelas sementes, que foram plantadas há 30 anos e estamos [aqui] colhendo os frutos”, pontuou.

Avaliação

Criado em 1992, o Spaece avalia as competências e habilidades dos estudantes do Ensino Fundamental e do Ensino Médio das redes estadual e municipais em Língua Portuguesa e Matemática. Alinhado ao Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), o monitoramento identifica o nível de proficiência e a evolução do desempenho estudantil para subsidiar políticas educacionais.

Para a secretária de Educação do Ceará, Eliana Estrela, a Spaece é fundamental para a educação pública estadual. “A avaliação é fundamental para que possamos perceber onde as nossas crianças e nossos jovens se encontram e a partir daí, construímos propostas e projetos que possam, cada vez mais, melhorar a educação cearense”, explicou a secretária.

Pioneira no quesito avaliação estadual, a avaliação cearense, atualmente, está estruturada em três vertentes: Avaliação da Alfabetização (Spaece-Alfa) para identificar a proficiência em leitura no 2º ano do Ensino Fundamental e complementa as ações do Programa de Alfabetização da Idade Certa (Paic), focado na alfabetização e letramento de crianças até os 8 anos; Avaliação do Ensino Fundamental para 5º e 9º anos; e Avaliação do Ensino Médio para estudantes da 3ª série.

Avanço na educação cearense

 

A primeira edição do Spaece, há 30 anos, contemplou somente a capital Fortaleza, onde alcançou 14,6 mil estudantes do 4° e 8°anos de 157 escolas estaduais. Foi apenas em 2003, que a avaliação alcançou, pela primeira vez, todos os municípios cearenses, num total de 28,5 mil estudantes de 8° ano do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio.

Apesar dos quase 10 anos entre o início e o alcance a todos os municípios, a professor da Uece e estudiosa da educação, Eloísa Vidal, enfatiza que a prova foi e continua sendo essencial para o avanço da educação no Ceará.

“O Ceará foi o primeiro estado da federação a criar uma avaliação estadual, é isso tem pautado as políticas públicas desde então. Embora tenha passado por vários governos, vários partidos, isso permaneceu como uma política de Estado. Isso qualifica a iniciativa como uma iniciativa madura, robusta e que tem ajudado muito que o Ceará avance nos seus indicadores”, destacou a professora.

As experiências do passado no Ceará tornaram o sistema anual ainda mais desenvolvido. Com realização em todos os 184 municípios do Ceará, a avaliação deste ano letivo foi iniciada em 19 de outubro, com a 3ª série do Ensino Médio e do 2º período da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Ensino Médio. No período de 28 de novembro a 2 de dezembro será a vez do Ensino Fundamental (2º, 5º e 9º anos). As crianças do 2º ano do Ensino Fundamental, na vertente Spaece-Alfa, terão o nível de leitura avaliado. A expectativa é alcançar mais de 421 mil alunos, segundo a Secretaria da Educação (Seduc-CE).

“Esse momento de comemoração do Spaece é a tradução de como o Ceará enfrentou, em condições muito adversas, um política educação que a avaliação capta uma evolução muito significativa acima de qualquer tendência histórica do que seria esperado há 30 anos atrás”, destacou o superintendente-executivo do Instituto Unibanco, parceiro da Seduc há 10 anos, Ricardo Henriques.

Presentes

Participaram da abertura, além da governadora em exercício, Nailde Pinheiro, a secretária da Educação, Eliana Estrela, o reitor da Uece, Hidelbrando dos Santos Soares, o superintendente-executivo do Instituto Unibanco, Ricardo Henriques, entre outras autoridades, além de gestores, professores, homenageados e estudantes.

Programação do seminário

A programação do seminário seguirá, nos dias 10 e 11 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará. Na quinta-feira (10), das 9h às 17h, serão realizados oito painéis. Pela manhã, serão apresentados os temas “História, políticas e resultados”, “Gestão educacional e os resultados”, “Políticas de responsabilização: dinâmica e resultados” e “Aspectos metodológicos e técnicos: desenho e aprimoramentos”. À tarde, estarão em pauta “Acompanhamento da Aprendizagem discente”, “Modelos alternativos e formação de professores em avaliação”, “Resultados das políticas de incentivos na rede e os caminhos pós-pandemia” e “Crescimento do ensino de Matemática após o início da aplicação”.

Já na sexta-feira (11), das 8h às 17h, a agenda tem sequência com quatro minicursos – “Iniciativas municipais de avaliação”, “Gestão pedagógica e avaliação educacional”, “Análise de dados educacionais” e “Compreensão leitora: o que aprendemos em 30 anos”.