PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Coleção Spaece 30 anos é lançada nesta quinta (10), no 2º dia de Seminário

10 de novembro de 2022 - 16:55 # # # # #

Bruno Mota - Ascom Seduc Texto
Carlos Gorila Fotos

Dando sequência às celebrações em torno dos 30 anos do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece), a Secretaria da Educação (Seduc) lançou, nesta quinta-feira (10), a “Coleção Spaece 30 anos”, no segundo dia do Seminário em alusão ao tema, no Centro de Eventos do Ceará. A antologia, composta por três volumes, aborda a evolução da iniciativa a partir de diversas perspectivas, e foi desenvolvida em parceria com a Universidade Estadual do Ceará (Uece) e o Instituto Unibanco.

As obras foram divididas em “História, memórias, atores e políticas”, “Pesquisas e propostas de ação” e “Catálogo das produções científicas”. Os relatos contaram com a participação de profissionais que foram responsáveis pela implementação da política, em 1992, e de vários outros atores que contribuíram para o aprimoramento da ação ao longo dos anos. Há, ainda, a apresentação de pesquisas acadêmicas que tomaram o Spaece como objeto de investigação.

A secretária executiva do Ensino Médio e Profissional da Seduc, Jucineide Fernandes, relembra que vivenciou o Spaece em momentos distintos da trajetória de vida. Primeiro, na condição de estudante do Ensino Médio da escola pública. Em seguida, como diretora de escola estadual. Na sequência, quando ocupou o cargo de coordenadora da Regional 10 (Russas). Agora, como secretária executiva.

Com a experiência diversificada, Jucineide ressalta a importância do mecanismo de avaliação para a correta tomada de decisão por parte dos gestores.

“Sabemos que temos muito a avançar. Esse seminário não é apenas para comemoração, mas também para a reflexão. Por isso, temos pessoas que são referência nacional e internacional ministrando as mesas e minicursos, além de diretores de escola, técnicos da secretaria e demais parceiros, que trazem a sua experiência para contribuir para o enriquecimento desse diálogo”, avalia.

Amparo científico

O secretário executivo de Cooperação com os Municípios, Márcio Brito, acredita que o status de referência nacional conquistado pelo Ceará no segmento da avaliação em larga escala em muito se deve ao rigor científico aplicado em torno do processo.

“A avaliação nos permite tomar decisões mais cirúrgicas, corretas e eficientes, que possam gerar impactos e fazer a diferença na vida dos alunos. A proficiência e as notas de Ideb são consequências importantes, mas o principal resultado possibilitado pelas avaliações é a promoção da equidade e a redução das desigualdades educacionais. Spaece tem forte contribuição nesse processo”, enfatiza.

A professora Eloisa Vidal, uma das organizadoras da Coleção e representante da Uece no evento, valoriza a publicação dos relatos, entendendo que os registros ficarão para a posteridade e facilitarão o aprimoramento da iniciativa no futuro.

“A coleção é fruto de um ano de trabalho. Entrevistamos 19 pessoas que atuaram na execução do Spaece, desde 1992, até os dias mais recentes, entre atores técnicos e políticos, e que contribuíram para o exame ser hoje o que é. Em educação, políticas públicas são geracionais, não dão resultado de um dia para o outro. Por isso, as políticas de estado são muito mais importantes do que as de governo. E o Spaece se consolidou como política de estado. Plantamos, semeamos, cultivamos, inovamos, modificamos, erramos e acertamos, para hoje termos uma política madura. Estão de parabéns todos os que investiram e persistiram na iniciativa. Temos 55 dissertações de mestrado e teses de doutorado defendidas em torno do Spaece, mas esse número precisa ser maior, para contribuirmos mais para o aperfeiçoamento da iniciativa”, explica Eloisa.

Cooperação

A gerente de Implementação de Projetos do Instituto Unibanco, Maju Azevedo, destaca a parceria de 10 anos que a instituição mantém com a Seduc e os resultados obtidos por meio da ação compartilhada.

“Comemorar os 30 anos do Spaece é valorizar uma política que influenciou todos os estados brasileiros. Precisamos olhar para o futuro e vislumbrar o que vamos fazer para melhorá-la. É no presente que construímos a história”, ilustra.

Após o lançamento da Coleção, o seminário teve sequência com oito mesas de discussão. Pela manhã, tiveram espaço os temas “História, políticas e resultados”, “Gestão educacional e o uso dos resultados do Spaece”, “Políticas de responsabilização: dinâmica e resultados” e “Aspectos metodológicos e técnicos: desenho e aprimoramentos”. À tarde, estiveram em pauta “Acompanhamento da aprendizagem discente”, “Modelos alternativos e formação de professores em avaliação”, “Resultados das políticas de incentivos na rede e os caminhos pós-pandemia” e “Crescimento do ensino de Matemática após o início da aplicação”.

Na sexta-feira (11), a programação do seminário seguirá das 8h às 17 horas, com quatro minicursos – “Iniciativas municipais de avaliação”, “Gestão pedagógica e avaliação educacional”, “Análise de dados educacionais” e “Compreensão leitora: o que aprendemos em 30 anos”.

Avanço e planejamento
A primeira edição do Spaece, em 1992, contemplou somente a capital Fortaleza e alcançou 14,6 mil estudantes do 4° e 8°anos de 157 escolas estaduais.

Em 2003, a avaliação alcançou, pela primeira vez, todos os municípios cearenses, num total de 28,5 mil estudantes de 8° ano do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio.

No ano seguinte, após incluir os sistemas municipais de ensino e universalizar a participação de escolas estaduais e municipais que possuíam mais de 25 alunos nas turmas das séries avaliadas, o Spaece contou com participação de 187,5 mil estudantes, em 2.631 escolas. Em 2007, depois de nova reformulação, voltou a ser realizado anualmente.

Edição 2022 em curso

As experiências do passado no Ceará tornaram o sistema anual ainda mais robusto. Com realização em todos os 184 municípios do Ceará, a avaliação deste ano letivo foi iniciada em 19 de outubro, com a 3ª série do Ensino Médio e do 2º período da Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Ensino Médio. No período de 28 de novembro a 2 de dezembro será a vez do Ensino Fundamental (2º, 5º e 9º anos). As crianças do 2º ano do Ensino Fundamental, na vertente Spaece-Alfa, terão o nível de leitura avaliado. A expectativa é alcançar mais de 421 mil alunos, segundo a Secretaria da Educação (Seduc-CE).