PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Governo do Ceará inicia troca do gramado na Arena Castelão

14 de novembro de 2022 - 12:05 # # # #

Larissa Falcão - Ascom Casa Civil Texto
Tiago Stille Fotos

Com R$ 1,95 milhão em investimento, será feita revisão profunda da estrutura do campo de jogo

Homens e máquinas já estão em ritmo acelerado de trabalho para deixar o novo gramado da Arena Castelão, localizada em Fortaleza, pronto para a temporada de 2023. O cronograma e mais detalhes da obra foram apresentados pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) e da Superintendência de Obras Públicas (SOP), durante coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (14).

O serviço estabelece a troca completa do gramado e revisão profunda da estrutura do equipamento, com investimento de R$ 1,95 milhão. A troca já estava prevista para o fim da temporada de 2021, mas foi adiada por solicitação de Ceará Sporting Club e Fortaleza Esporte Clube. O prazo da obra é de cerca de 90 dias.

Com 49 anos, o Estádio Governador Plácido Castelo (Arena Castelão) é uma das maiores praças esportivas modernas do Brasil, tendo sido palco de importantes jogos na Copa das Confederações e Copa do Mundo do Brasil, em 2013 e 2014, respectivamente. Atualmente, é onde Ceará e Fortaleza realizam jogos como mandantes.

Rogério Pinheiro, titular da Sejuv, destacou que a crescente carga de jogos e o volume de chuvas registrado na Capital cearense em 2022 contribuíram para a necessidade da troca total do campo. “Nós continuamos sendo a arena brasileira com maior número de jogos oficiais. Maracanã [Rio de Janeiro] e Mineirão [Belo Horizonte] receberam, cada um, 65 jogos. Temos oito partidas a mais. Isso é reflexo do momento do futebol cearense, mas impacta diretamente na manutenção do nosso gramado”.

Na temporada de 2022, a Arena Castelão recebeu 73 jogos oficiais, contabilizando campeonatos regionais, nacionais e internacionais. Ao todo, foram sete jogos do Campeonato Cearense, 13 da Copa do Nordeste, seis da Copa do Brasil, 38 do Campeonato Brasileiro (Série A), cinco da Sul-Americana e quatro da Libertadores da América. Uma média de uma partida a cada cinco dias.

A escolha pelo gramado natural, em vez do sintético, também foi em acordo com os clubes. O superintendente de Obras Públicas, Quintino Vieira, explicou que, para garantir um espetáculo de qualidade a jogadores e torcedores, será feita a remoção de todas as camadas do atual gramado. Também será realizada a verificação dos drenos, troca de manta de drenagem, recomposição das camadas de brita e areia e plantio de um novo gramado. Para isso, as equipes trabalharão em três turnos.

“Após a Copa do Mundo [de 2014], esta é a segunda que mexemos no gramado. Desta vez, vamos trocar tudo, da drenagem até o gramado, para darmos uma qualidade melhor de, no mínimo, cinco anos. Fazendo isso, público, jogadores e imprensa verão que a Arena Castelão como o melhor gramado do Brasil”, afirmou Quintino Vieira.

Um ponto ressaltado pelo titular da SOP é o diálogo com os clubes e a Federação Cearense de Futebol para que o Campeonato Cearense de 2023, com início previsto para janeiro, conte com outras praças esportivas. “Vai ser uma grama 100% nova e de qualidade. Temos o sol, mas vamos deixar nossos refletores ligados à noite para acelerar a fotossíntese. Nossa expectativa é que a gente libere o Castelão para jogos entre a primeira e a segunda quinzena de fevereiro. Até lá, os jogos do Campeonato Cearense devem ser realizados em outros estádios, como o Presidente Vargas”, defendeu.

 

 

Ouça

O secretário do Esporte e Juventude, Rogério Pinheiro, falou sobre o começo dos trabalhos e reafirmou o compromisso em entregar um gramado renovado para a prática do futebol no Castelão.

O Superintendente de Obras Públicas, Quintino Vieira, falou sobre a execução dos trabalhos, cujo objetivo é fazer do Castelão um dos melhores gramados do Brasil.

Quintino Vieira destacou ainda a necessidade de se estabelecer, em comum acordo com a Federação Cearense de Futebol e os clubes um cronograma de realização de jogos na próxima temporada, definindo critérios e usando outras praças esportivas do Estado do Ceará.