PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Enem 2022: professores anteciparam tema da redação com alunos ao longo do ano

16 de novembro de 2022 - 17:00 # # # # # #

Bruno Mota - Ascom Seduc

Três professores da rede pública estadual de ensino do Ceará “acertaram” o eixo temático da prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022. O tópico em questão, “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”, foi trabalhado pelos docentes em atividades práticas durante o ano letivo, o que possibilitou aos estudantes ampliar o repertório de conhecimentos e ter mais facilidade na escrita do texto.

A professora Núbia Rocha, da Escola de Ensino Médio (EEM) Nazaré Severiano, localizada em Santana do Acaraú, propôs tarefas com temas correlatos ao do último Enem em mais de uma oportunidade ao longo de 2022. Nos exercícios, os alunos foram desafiados a escrever sobre, por exemplo, a “invisibilidade dos povos ciganos” e “os caminhos para efetivar a Educação Indígena no Brasil”.

Além disso, a educadora havia feito a leitura da obra literária “Torto Arado” junto com os alunos. O livro, cujo enredo ressalta a importância das comunidades tradicionais, foi lido, interpretado e discutido em encontros presenciais e virtuais, chamados de “Tertúlias literárias dialógicas”. Cada aluno ficava responsável pela apresentação de um capítulo.

Esta é a segunda vez consecutiva que a professora realiza o feito. No ano passado, Núbia havia acertado o tema cobrado na prova de redação do Enem 2021, tendo exercitado em sala de aula, de maneira antecipada, o tema da “invisibilidade social associada à falta de documentos pessoais”.

“É uma injeção de ânimo para que eu continue fazendo esse trabalho. O mais importante não é acertar o tema em si. Eu procurei construir, junto aos alunos, uma consciência sobre a importância desses povos. Os temas que trato em sala não são escolhidos com base em achismo, ou retirados de plataformas de redação. São fruto de muita pesquisa em portais de notícias, em sites dos poderes Executivo e Legislativo, consultando os projetos de lei que estão em trâmite e anotando na minha agendinha, buscando transformar aquelas manchetes em temas de redação”, explica Núbia.

Questão da atualidade

Dalvan Linhares, professor da EEM Ayres de Sousa, na localidade de Jaibaras, em Sobral, diz ter ficado “em êxtase” quando viu a divulgação oficial do tema da redação do Enem 2022. Isso porque, mesmo não tendo acertado o exato recorte cobrado pelo Exame, trabalhou “a importância de valorizar a população indígena no Brasil”, trazendo argumentos abrangentes, que caberiam na definição escolhida pelo Enem. “Foi muito gratificante e tranquilizador, uma vez que o maior receio dos alunos é paralisar frente à frase temática”, explica.

Dalvan apresentou a proposta de produção textual em 22 de agosto passado, devido à discussão que era recorrente nos meios midiáticos, após casos de violência contra indígenas.

“Sempre busquei, em minhas aulas de redação, focar nas problemáticas de minorias brasileiras, ampliando o repertório sociocultural dos alunos para tais assuntos. Ao ver que o tema englobou o que trabalhamos, tive certeza de que meus alunos teriam bagagem cultural e conseguiriam desenvolver uma linha argumentativa consistente. Agora, com a sensação de dever cumprido, fica a ansiedade pela divulgação dos resultados e a torcida para que meus alunos consigam pontuações exitosas e o tão sonhado ingresso no Ensino Superior”, projeta.

Ação conjunta

Na EEM Monsenhor José Augusto da Silva, em Camocim, o eixo temático do Enem 2022 foi antecipado em uma atividade interdisciplinar, realizada durante um aulão preparatório. Na ocasião, a professora de Geografia da unidade de ensino, Suinária Oliveira, contou com o apoio do professor de Redação, Diogo Rocha, que é lotado na Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Monsenhor Expedito da Silveira de Sousa, também em Camocim. Diogo foi convidado a contribuir com a exposição.

A ideia era que a professora contextualizasse sobre o tema apresentando um cenário histórico e atual, com dados sobre demarcação de terra indígenas, marco zero, garimpo ilegal, desmatamento, avanço das fronteiras agrícolas, covid-19 e políticas públicas para o setor. Após a palestra, o professor Diogo detalharia sobre as habilidades que os alunos precisariam desenvolver para escrever de forma a atender aos requisitos da redação do Enem.

“No caso da nossa aula, além dos alunos obterem as informações necessárias acerca do tema, a orientação do professor de Redação ajudou a efetivar o processo de ensino e aprendizagem”, considera Suinária.

Diogo pondera que este tipo de iniciativa favorece a integração de saberes. “Nesse sentido, o diálogo entre as áreas de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e Linguagens e suas Tecnologias converge para o sucesso dos estudantes. Com a prova do Enem do último domingo (13), tivemos respostas positivas de que o trabalho interdisciplinar fortalece as aprendizagens”, pontua.

Enem Não Tira Férias

Além dos casos pontuais de professores que trabalharam de forma antecipada a temática da redação do Enem 2022, o projeto “Enem Não Tira Férias”, promovido pela Secretaria da Educação (Seduc), abordou o assunto em uma live transmitida pelo Youtube no último dia 20 de julho, que foi disponibilizada a todos os alunos da rede estadual.

O projeto, desenvolvido anualmente desde 2016, visa fortalecer a preparação dos alunos inscritos no Exame durante o mês que normalmente é destinado às férias escolares, fazendo parte de uma ação maior, denominada “Enem Chego Junto, Chego Bem”.