PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Governo do Ceará assina contrato com BID para investimento no programa Ceará Mais Digital

17 de novembro de 2022 - 19:20 # # # #

Isabella Campos - Ascom Casa Civil Texto Carlos Gibaja Fotos

O contrato promove um crédito de 30 milhões de dólares para avanços digitais e tecnológicos no estado.

O Ceará segue em passos firmes rumo à transformação digital. Na tarde desta quinta-feira (17), a governadora Izolda Cela se reuniu com Morgan Doyle, representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, no Palácio da Abolição, onde assinou contrato que direciona crédito de mais de 30 milhões de dólares para programa de transformação digital do governo estadual: o Ceará Mais Digital. O governador eleito, Elmano de Freitas, também esteve presente na reunião.

“O projeto vai proporcionar o avanço na transformação digital do Governo do Ceará e, com isso, aprimorar os serviços públicos aos cidadãos e melhorar a efetividade das ações do Estado”, explicou a governadora.

Ceará Mais Digital

O Programa Ceará Mais Digital, que será financiado pelo novo crédito, que tem limite de até 31 milhões de dólares e contrapartida estadual de cerca de 7 milhões de dólares, tem o objetivo de ampliar o acesso aos serviços públicos digitais no Estado do Ceará, melhorar a efetividade e a eficiência da gestão pública por meio da transformação digital e melhorar a conectividade digital.

“Lá atrás, em 2019, com o governador Camilo Santana, já tínhamos esse objetivo de ter um estado digital. Assumimos essa missão de organizar essa iniciativa de transformação digital, então veio a pandemia, e de uma forma muito justa o dinheiro foi para as ações de saúde, mas agora estamos aqui, assinando esse contrato”, comemorou o secretário de Planejamento e Gestão do Ceará, Ronaldo Borges.

Para o representante do BID no Brasil, o Ceará é um dos estados mais satisfatórios para realizar negócios. “A gente enxerga o Ceará como o líder nesse avanço, na questão de gestão. O fato de estar aqui hoje assinando contrato para esse programa Ceará Mais Digital, prova isso”, comentou Morgan Doyle, “É um planejamento muito bem-sucedido, teve celeridade necessária, e tudo de uma maneira muito consistente. Temos feito pesquisas no Ceará, principalmente no ano passado, e vimos que grande parcela da população está apta para agir no mundo digital. Cerca de 95% das pessoas já buscam por serviço online. Então entendemos que, o que assinamos hoje, representa uma aposta muito forte do poder executivo”, completou.

Reforço para o judiciário

O Programa também beneficiará o Ministério Público do Ceará em seu “Componente 4. Transformação digital do MPCE” no montante de 8,4 milhões de dólares. De acordo com o procurador-geral de Justiça do Estado do Ceará, Manuel Pinheiro Freitas, também presente na reunião, esse investimento para avanço digital impacta fortemente nos serviços prestados pelo orgão.

“No Brasil, o Ministério Público não fica restrito ao processo penal, como na maioria dos países. Aqui cumprimos funções mais amplas, de promoção de direitos fundamentais. É um Ministério Público desenhado para um país que tem na base muita desigualdade. Então, fazer parte desse projeto, é ter oportunidade de oferecer aos colaboradores, promotores, ao setor do Ministério Público, o acesso a recursos tecnológicos mais avançados para que eles possam potencializar os resultados das ações”, enfatizou o procurador-geral.

Outras áreas de impacto

Esse crédito, de acordo com o presidente da empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), José Lassance, permitirá o avanço do Cinturão Digital do Ceará, para outros municípios ainda não contemplados. Segundo dados divulgados pela Etice, o Cinturão Digital do Ceará, criado em 2007, hoje abrange 133 municípios cearenses, o que equivale a 72,3% do Estado.

“Esse recurso financeiro que está chegando à Etice. Estamos tratando ele com uma certa celeridade no intuito de avançarmos no desenvolvimento do TIC, tecnologia da informação e comunicação, dentro do estado do Ceará”, informou Lassance. “Nós vamos sair de 100 Gigabytes na comunicação, para 400 Gigabytes, e ai isso afeta diretamente o programa de colocar internet em todas as escolas públicas do estado, pois isso dará uma sustentação excelente para essa iniciativa”, explicou.

“Esse investimento tem uma ação sistêmica que é muito importante, muito necessária. Os desafios são sempre grandes, mas tem um esforço sistêmico, e sempre temos procurado focar na questão da equidade. Esse é um assunto que nos compromete sempre, é o pensamento de como fazer para as reduzir as barreiras, as dificuldades que algumas, uma parcela considerável da sociedade, ainda paga a conta”, pontuou Izolda.

Desafios para o futuro

O governador eleito, Elmano de Freitas, presente na reunião para ser apresentado ao programa Ceará Mais Digital, mostrou-se satisfeito e assumiu o desafio de continuar o progresso na área. “Observamos a importância dessas ações e de parceiros, como o BID. Estamos nesse período de transição e umas das áreas que estamos observando é essa parte tecnológica e as possíveis deficiências de nossos serviços. Então estamos aqui para dar continuidade nesses avanços, para o povo do Ceará”, enfatizou o governador eleito.

Também estiveram presentes no evento o promotor de justiça, secretário-geral auxiliar e coordenador do Programa de Transformação Digital do MPCE, Haley de Carvalho Filho; o especialista principal em modernização do Estado e Chefe da equipe Ceará Mais Digital do BID, Mariano Lafuente e o especialista líder em Mercados Financeiros e Conectividade, Rafael Cavazzoni Lima.