PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Em Fortaleza, quinta edição do Virando o Jogo começa com marca de cinco mil jovens atendidos

24 de novembro de 2022 - 12:06 # # # #

Ascom Vice-Gov

Jovens que fazem parte da quinta edição do Virando o Jogo puderam, nesta quarta-feira (23), participar do início da semana zero, período de apresentações, tira dúvidas e aclimatação dentro das atividades do projeto. A ação acontece até sexta-feira (25) em equipamentos espalhados por Fortaleza. Ao todo, 980 jovens foram inscritos, com o Projeto alcançando a marca de cinco mil matriculados atendidos desde 2019.

Na Frente de Assistência à Criança Carente (FACC), no bairro São João do Tauape, um grupo de jovens, pertencente a área 1 de Fortaleza (Cais do Porto, Mucuripe, Vicente Pinzón, Lagamar e Jardim das Oliveiras), pôde conhecer e interagir com a gerente de sua área, assistentes sociais, representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e articuladores, além de também conhecer seus novos colegas de projeto.

Para a gerente da área 1, Patrícia Monte, o primeiro momento de diálogo com os jovens é fundamental para a criação de um vínculo entre os matriculados e a equipe. “Tudo o que acontece aqui é de extrema importância. Ninguém conhece ninguém e é aqui, através das atividades realizadas, que passamos a ter mais noção sobre a cabeça de cada um, construindo vínculos e fortalecendo as relações com toda a equipe”, disse.

Ac Wing é um dos articuladores designados para a área 1. Peça importante dentro da engrenagem do Virando o Jogo, cabe aos articuladores todo o trato com a comunidade, desde a captação de jovens até a resolução de problemas do dia a dia. “Algo que sempre procuro falar nesse primeiro momento é sobre dar continuidade em tudo que é proposto aqui, principalmente na tecla de voltar aos estudos, na reinserção escolar. A bolsa é importante? Sim, mas nada é mais importante que o conhecimento adquirido através dos cursos que eles vão poder fazer lá na frente. Que o valor dessa bolsa recebida por eles hoje possa virar um salário mínimo ou mais”, exclamou.

Visão social

Parceiro do Virando o Jogo, é através do Senac que os jovens chegam próximo do mercado de trabalho por meio dos cursos profissionalizantes, etapa que acontece dentro da fase de qualificação profissional do projeto.

De acordo com Verônica Costa, professora, o papel da instituição se estende para toda a comunidade. “Nós trabalhamos com o impacto social, com a inserção do jovem no mercado de trabalho. Com o Virando, todo esse lado da inclusão é bem atingido. Através da nossa parceria, conseguimos proporcionar oportunidades para essa juventude que detém um grande potencial”, pontuou.