PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Hospital São José realiza exposição fotográfica inédita de pessoas vivendo com HIV

30 de novembro de 2022 - 10:16 # # # # #

Ascom HSJ Texto
Iza Machado Arte gráfica

O Hospital São José (HSJ), da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), lança, nesta quinta-feira (1º), às 16h, a exposição fotográfica Vidas Positivas – histórias de quem vive com HIV. O projeto mergulha na trajetória de pessoas acompanhadas na instituição, referência no atendimento a casos de HIV/aids no Ceará e uma das primeiras unidades a receber pacientes soropositivos no Estado.

A iniciativa faz parte das atividades do Dezembro Vermelho, campanha que promove uma mobilização nacional contra o HIV, a aids e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). “A realização dessa exposição é algo significativo na história do Hospital São José e tem como objetivo contar, por meio de imagens e depoimentos, relatos de quem convive com o vírus e, devido à boa adesão ao tratamento, consegue ter uma vida saudável e normal”, explica o infectologista Lauro Perdigão, diretor técnico do Hospital São José.

Otávio de Vasconcelos, de 62 anos, está entre as pessoas fotografadas pelo jornalista Diego Sombra, assessor de comunicação do HSJ e responsável pelo projeto. O aposentado recebeu o diagnóstico de HIV em 2000, no dia em que completou 40 anos. De lá para cá, são mais de duas décadas convivendo com o vírus. Para Vasconcelos, participar da exposição é uma maneira de reduzir o estigma em torno das pessoas soropositivas.

“Quero deixar esse exemplo de 22 anos de pessoa vivendo com HIV, de 22 anos de adesão e luta pela vida. E ainda hoje eu não quero morrer. Ainda estou lutando. Estou com 62 anos, mas ainda quero lutar”, destaca Otávio, que chegou a permanecer três meses internado no HSJ e teve uma jornada de militância em prol de pessoas vivendo com HIV/aids no Ceará.

Otávio mantém uma webrádio com músicas e notícias

Ao todo, 14 pacientes do Hospital São José que decidiram falar abertamente sobre seu diagnóstico participam da exposição. “Para além do destemor de ter a imagem registrada e exposta a um público imprevisível, há, em cada participante, o desejo de empoderar outras pessoas e mostrar que é possível viver plenamente com HIV a partir da correta adesão ao tratamento”, pontua Diego Sombra.

A exposição também traz fatos históricos ligados ao HIV e à aids e expõe dados coletados pelo Núcleo Hospitalar de Epidemiológica do HSJ. “O Núcleo é responsável pelo planejamento e pela execução das ações de Epidemiologia hospitalar, que incluem a Vigilância Epidemiológica das doenças de notificação compulsória e outros fatores de interesse para a Saúde Pública”, explica a enfermeira Madalena Isabel Coelho, coordenadora do setor.

O espaço apresenta, ainda, relatos de profissionais de saúde do Hospital São José que acompanharam a chegada das primeiras pessoas soropositivas à instituição e de funcionários da unidade que atuam diretamente no cuidado de pacientes.

É o caso da assistente social Talita de Lemos, servidora pública do HSJ desde 2014. “O que hoje a gente mais trabalha, principalmente a gente do Serviço Social, é para que a gente rompa de vez com esse estigma, com essa discriminação. A gente tem um trabalho cotidiano de diálogo, de fortalecimento das pessoas para que elas também se sintam empoderadas. Um trabalho também educativo, nesse sentido, que a gente faz com as pessoas”, aponta Talita.

Serviço

Exposição fotográfica Vidas Positivas – histórias de quem vive com HIV
Período: 1ª a 20 de dezembro
Local: Hospital São José, Rua Nestor Barbosa, 315 – Parquelândia, Fortaleza