No Dia Mundial da Asma pneumologistas confirmam: a doença tem controle

3 de Maio de 2010

A asma atinge mais de 200 mil pessoas em Fortaleza. Sendo a terceira causa de internação do País, a doença atinge 10% da população brasileira e 300 milhões de pessoas em todo o mundo. A Asma tem um custo elevado para o Sistema Público de Saúde. Segundo dados do Ministério da Saúde, são R$ 310 milhões por ano no Brasil.  “Em Fortaleza, estima-se que menos de 1% da população afetada tenha acesso à assistência adequada e ao controle das crises. Embora o Governo Federal já garanta medicação e meios apropriados ao controle total da doença”, revela a coordenadora da Comissão de Asma da Sociedade Cearense de Pneumologia e Tisiologia, Márcia Alcântara.

 

Para informar melhor a população sobre o controle da Asma, Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes e Sociedade Cearense de Pneumologia e Tisiologia se uniram para promover uma grande mobilização. “A asma é uma doença que tem controle. Já existem ferramentas eficazes no tratamento da doença, mas a população precisa saber como utilizá-las de maneira eficiente”, revelou Socorro Martins, pneumologista e diretora geral do Hospital de Messejana.

 

Nesta terça-feira, 04, Dia Mundial da Asma, acontecerá um Seminário sobre Atualização em Controle da Asma Grave, de 8 horas às 12 horas, no auditório principal do Hospital de Messejana. O público do evento são pacientes portadores da doença. Cerca de 100 pessoas estão sendo esperadas. Na oportunidade, a equipe do Programa de Controle da Asma Grave e de Difícil Controle do Hospital de Messejana, Procam, vai realizar o Concurso de Bombinha com premiação para os pacientes que usarem o equipamento corretamente. A bombinha contém o medicamento para controle da doença. Um documentário sobre Procam será apresentado durante o evento.

Na sexta-feira, dia 7, das 8 horas às 12 horas, também vai ter mobilização. Mas desta vez na Praça do Ferreira. Médicos vão atender asmáticos em tratamento, verificando como está o controle da doença, através do teste do sopro, e orientando o público para uso correto dos medicamentos.

Saiba Mais

Sintomas da Asma

Os sintomas da asma na criança, assim como no adulto, são recorrentes, ou seja, não estão presentes o tempo todo. Há períodos em que o paciente apresenta falta de ar, chiado no peito, secreção e um pouco de tosse. Estes sintomas aparecem em diferentes circunstâncias e intensidades e em geral, estão relacionados com mudanças de temperatura, contatos com substâncias irritantes, alérgenos, poeira, ou são desencadeados por exercícios físicos ou estresse.

Os principais sinais de alerta são:

– Tosse seca persistente – principalmente à noite;
– Sibilância (chiado no peito);
– Respiração mais rápida do que o normal;
– Falta de ar;
– Cansaço físico;
– Sensação de aperto ou dor no peito.

Onde buscar tratamento para a asma em Fortaleza

Existem em Fortaleza dois centros de referência para o tratamento, atendimento e distribuição de medicamentos aos portadores de asma grave: Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes e Hospital Universitário Walter Cantídio. A prefeitura de Fortaleza, através do programa Proaica, fornece medicamentos para a população infantil.

O tratamento regular da asma, além da melhora dos sintomas, resulta em economia para os cofres públicos através da redução de procedimentos de custos elevados como internações e atendimentos de emergência. O controle da doença também implica em redução do seu impacto social já que, livre de sintomas, os asmáticos são capazes de participar de atividades diversas, incluindo trabalho, educação e esportes.

03.05.2010

Informações à Imprensa:

Assessoria de Imprensa do Hospital de Messejana

Stella Magalhães –  (85) 3101-4092