Governador expõe plano de ações para o CIPP

11 de junho de 2010

Nesta sexta-feira (11) as comunidades que moram no entorno do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), que abrigará em seu espaço a Refinaria Premium II e uma Siderúrgica, puderam conhecer os projetos e ações que o Governo do Estado vem promovendo para o desenvolvimento sustentável da área e sua adequação junto a essas comunidades para receber os empreendimentos. No evento, o governador Cid Gomes apresentou o Plano Básico de Ações (PBA) para o CIPP, um projeto que integra diversas ações. A população também pôde debater o assunto durante a audiência pública presidida Governador, apresentar suas demandas e questionamentos.

 

O Plano de Ações, que será coordenado pelo Grupo de Monitoramento de Ações Interinstitucionais e Setoriais (GMAIS), da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), será trabalhado em quatro temáticas: Gestão Integrada e Participativa; Meio Ambiente; Educação e Qualificação; e Inserção Regional Responsável. Segundo explicou Cid Gomes, em cada uma delas serão desenvolvidos projetos que beneficiarão diretamente essas comunidades. Um dos destaques é para a área de Educação e Qualificação, que contará com a construção do Centro de Treinamento Técnico Corporativo (CTTC). O equipamento, que será construído no município de Caucaia, funcionará como um espaço de formação de mão-de-obra local para os projetos estruturantes. Ele deverá formar cerca 12 mil alunos por ano. “O Ceará é um Estado que requer ainda muitos investimentos para se desenvolver. Para isso precisamos da instalação dessas indústrias, mas de nada adianta trazemos para cá uma Refinaria ou uma Siderúrgica se não qualificarmos nossos jovens para suprir a demandas desses projetos”, explicou o Governador.

 

O Governo do Estado também pretende fortalecer o diálogo com as comunidades através da formação de Comitês Territoriais Participativos e criar ações voltadas para preservar o meio ambiente na região entorno do Complexo Industrial. Como parte do PBA, as comunidades de São Gonçalo do Amarante e Caucaia também contarão com um Centro de Informação e Convivência do CIPP (Conviver). O espaço servirá como um polo de manifestação da cultura local e abrigará salas multimídia e de leitura, biblioteca, anfiteatro, área para exposição e eventos culturais e auditório. “Nesse Centro a população também poderá tirar suas dúvidas sobre tudo o que diz respeito ao CIPP”, orientou Cid Gomes.

 

Audiência Pública

 

A audiência, presidida pelo Governador, contou com a participação dos secretários da Infraestrutura, Adail Fontenele; do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fátima Catunda; da Casa Civil, Arialdo Pinho; da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Monteiro; do procurador geral do Estado, José Leite Jucá Filho; do presidente da Agência de Desenvolvimento do Ceará, Zuza de Oliveira, e da superintendente da Semace, Lúcia Teixeira. Uma das questões mais levantas pelas comunidades dizem respeito as despropriações das áreas que servirão para instalação da Refinaria Premium II. Segundo dados apresentados pelo Governador, dos dois mil hectares de terras que serão necessários para abrigar o empreendimento, 592 hectares já foram adquiridos pelo Governo Estadual, outros 912 já estão sendo negociados, restando apenas 468 hectares que deverão ser negociados até o fim de julho. “Isso representa que cerca de 80% já foi acertado pelo Governo com proprietários e comunidade”, destacou.

 

Representantes das comunidades de Matões, Tupuio, Chave, Forquilha, Parada, Pitombeira, Mugumba, Cauípe, Bolso, Área Verde, Maduro, Tamumpaba, Paul e São Pedro tiveram demandas relacionadas a infraestrutura atendidas pelo Governo Estadual, outras delas serão avaliadas pelos secretários de Estado.

 

11.06.2010

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3101.6247)