Números da alta estação superam expectativas do setor

13 de agosto de 2010

Houve aumento de 17,5% no número de visitantes no mês de julho, em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Durante todo o mês de julho, a Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) realizou pesquisa sobre o perfil do turista que visitou o Ceará, via Fortaleza, realizada nos principais portões de saída (aeroporto e rodoviária), além de pontos turísticos da capital (Beira Mar, Monsenhor Tabosa, Praia do Futuro, Mercado Central, Dragão do Mar, Centro Turismo e Beach Park).

 

Foram identificados, dentre outros, o motivo da viagem, o meio de hospedagem utilizado, o transporte, o tempo de permanência, a origem do visitante e o seu gasto médio diário. Foi avaliado, ainda, o nível de satisfação do turista relacionado à infraestrutura e aos serviços turísticos do destino Ceará.

 

Como resultado desta alta estação de julho de 2010, a demanda turística via Fortaleza, com 332.985 turistas, registrou o aumento de 17,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. A demanda hoteleira na capital cearense apresentou crescimento de 13,6%, e a renda gerada neste período (R$ 824,4 milhões) cresceu 6,4%.

 

O número de pessoas que viajou com a família, apresentou um crescimento significativo em relação ao ano anterior: 47,3% em 2010, contra 41,9% em julho de 2009. Em termos reais, o aumento observado entre os casais com filhos que visitaram o Ceará foi de 12,88% no período analisado.

 

Com relação à faixa etária, 66,6% dos visitantes estão entre 26 e 50 anos de idade. Um total de 16,2% é de pessoas acima de 51 anos e 17,2% têm idade inferior a 25 anos. Dos turistas entrevistados, 63,3% declararam ter nível superior.

 

Dos turistas nacionais, o principal mercado emissor foi o Estado de São Paulo, com 24,63% dos visitantes, seguido pelo Rio de Janeiro, 10,95%, Distrito Federal, 7,19% e Pará, com 6,99%. Já no mercado internacional, assim como em 2009, a Itália foi o principal emissor, com 25,2%, seguido de Portugal (16,9%), França (11,9%) e Holanda, com 6,0%.

 

Sobre a motivação da viagem, o número registado de turistas que veio a passeio foi de 54,9%. Já 25,1% veio para visitar parentes e amigos, e 10,8% para negócios/trabalho. Dentre os fatores que influenciaram essa demanda estão os comentários de parentes e amigos (45,3%) e o conhecimento do local (28,7%). A internet, por sua vez, influenciou 9,5% dos entrevistados. As propagandas obtiveram 9,7% do motivo das visitas, sendo que deste número, 53,8% foram observadas em revistas, 25% em folders/folhetos e 11,5% em televisão.A pesquisa constatou que 56,1% dos entrevistados optaram pelos meios de hospedagem formais (hotéis, pousadas, flats ou albergues). A taxa de ocupação hoteleira registrada no período foi de 78,9%.

 

Do total de turistas que chegou ao estado, 71,9% utilizou o avião como meio de transporte, e 16,7% utilizou ônibus (regular ou fretado). Já os turistas que utilizaram o carro particular como meio de transporte saltou de 4,9% em 2009 para 11,4% em 2010.

 

Os resultados apresentados pelo Secretário do Turismo do Estado, Bismarck Maia, serão utilizados como ferramentas para apoiar o desenvolvimento das ações de planejamento e marketing do turismo no Ceará.

 

13.08.2010

 

Assessoria de Imprensa do Setur:

Carmen Inês (carmeninesm@setur.ce.gov.br -(85) 8732-2041/3101-4661/8783-5126)