Saúde invade o Castelão para mobilizar torcedores contra dengue

26 de novembro de 2010

Nem tudo será disputa no último jogo do Campeonato Brasileiro, no Castelão, neste domingo, 28. O Ceará e o Atlético Paranaense entram em campo com uma causa comum aos dois times: mobilizar os 30 mil torcedores que devem ir ao estádio contra a dengue. “É a Secretaria da Saúde do Estado, em parceria com a Secretaria do Esporte, aproveitando a força do futebol e a popularidade dos jogadores para chamar a atenção sobre os cuidados com a dengue, que devem ser reforçados no período anterior as chuvas para evitar epidemia da doença no Ceará”, afirma o secretário Arruda Bastos. Historicamente, o período chuvoso no Ceará começa em fevereiro e vai até maio, mas em dezembro já são registradas algumas chuvas. 

 

O futebol e a saúde vão se misturar no Castelão. Na arquibancada superior uma faixa destaca o tema da campanha deste ano do Ministério da Saúde: “Dengue – se você agir, podemos evitar”. Nos dois portões de entrada, os torcedores receberão botons com o slogan da campanha. O ponto alto será a entrada em campo dos jogadores do Ceará e do Atlético paranaense vestidos contra a dengue. Na camisa, está o apelo “Dengue – se você agir, podemos evitar”. No placar, a campanha vai estar no ar, além das mensagens orientando sobre os cuidados com a vedação das caixas d`água e a importância de não jogar lixo nas ruas para evitar acúmulo de água nas tampinhas, latas, garrafas. Basta uma gotinha de água na tampa de refrigerante para o ovo do mosquito eclodir e o mosquito sair por aí, ameaçando a saúde da população.

 

Segundo critérios do Ministério da Saúde, que passou a incluir os indicadores saneamento básico e desindade populacional na classificação de risco de epidemia, dos 184 municípios cearenses 86 estão em situação de risco alto e risco muito alto de uma epidemia. A Sesa já programou a Caravana da Dengue para as três macrorregiões do Estado.

 

Este ano foram confirmados 10.988 casos de dengue no Ceará e 16 óbitos, segundo o boletim divulgado pela Sesa na sexta-feira, 19. Do total de 16 mortes, cinco foram por dengue hemorrágica e 11 com dengue por complicação.

 

25.11.2010

Assessoria de Imprensa Secretaria  da Saúde

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)