21º Cine Ceará começa nesta quarta-feira (08) no Theatro José de Alencar

8 de junho de 2011

Na noite desta quarta-feira (08) o Theatro José Alencar, equipamento ligado a Secretaria da Cultura (Secult),  será palco da abertura do 21º Cine Ceará– Festival Ibero-americano de Cinema. O evento para convidados acontece a partir das 19h30,  no palco principal do Theatro.  Serão realizadas exibições diárias gratuitas de filmes em longa e curta metragens – em uma ampla programação de mostras competitivas e paralelas. O público cearense e convidados internacionais e nacionais do universo do audiovisual irão desfrutar de um dos festivais de cinema mais consagrados do País. O Festival acontece pela primeira vez em duas sedes e traz o tema “Religião e Religiosidade no Cinema”, homenageando os 100 anos de emancipação política de Juazeiro do Norte, conquistada por meio do trabalho social, religioso e político realizado pelo Padre Cícero na região do Cariri, sul do Ceará. A programação terá entrada gratuita em Fortaleza, entre os dias 9 a 14 de junho. Em Juazeiro do Norte, o Cine Ceará será realizado a partir desta quinta-feira (09) até o dia 16 de junho, no Memorial Padre Cícero e no Centro Cultural Banco do Nordeste – Cariri, com uma parte da programação de Fortaleza. Na Capital, o encerramento acontece na noite de quarta-feira (15), com a solenidade de premiação dos vencedores do Festival.

 

O evento leva ao público cearense mais de 100 (cem) produções de cinema e vídeo brasileiras e ibero-americanas, promovendo o intercâmbio entre profissionais de audiovisual e abrindo espaço aos novos talentos da área. O Cine Ceará promove durante sua programação as Mostras Competitivas de Curta e Longa metragem e ainda seminários, oficinas e mostras especiais, além de homenagear profissionais e personalidades de renome nacional e internacional na área do audiovisual.

 

A lista de longas-metragens selecionados para Mostra Competitiva é composta por nove produções, todas inéditas no Brasil, sendo três nacionais: “O coro”, de Werner Schumann, escolhido como filme de abertura do festival; e dois filmes cearenses, “Homens com cheiro de flor”, de Joe Pimentel; e “Mãe e filha”, de Petrus Cariry. A Espanha traz o único documentário em competição e um longa de ficção junto com Colômbia, Cuba, Argentina e México, países com produções selecionadas para concorrer ao Troféu Mucuripe nas categorias Direção, Fotografia, Edição, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz. O vencedor da categoria de melhor longa será premiado com o Troféu Mucuripe e o valor de US$ 10 mil (dez mil dólares).

 

Em uma exibição especial, fora da Mostra Competitiva, o longa “Na quadrada das águas perdidas” (ficção), de Wagner Miranda e Marcos Carvalho, encerrará o Cine Ceará. O filme traz o ator Matheus Nachtergaele como protagonista. Também será feita uma exibição hors concours de “Os Últimos Cangaceiros”, primeiro documentário em longa metragem sobre o cangaço, filme dirigido por Wolney Oliveira. Além do curta metragem “Fca Carla”, do diretor Natal Portela, com atuação de Ney Matogrosso e Elke Maravilha; e do longa do diretor  Geraldo Damasceno, “Poço da Pedra”.

 

Já a Mostra Competitiva de Curta Metragem, com produções nacionais, contará com 12 títulos selecionados  após a avaliação dos 309 inscritos, dos quais dois são do Ceará, três de São Paulo, dois do Rio de Janeiro, dois do Paraná, um de Minas Gerais, um do Rio Grande do Sul e um de Goiás. Os curtas disputam o Troféu Mucuripe nas categorias Melhor Curta, Direção, Roteiro, Produção Cearense e Prêmio da Crítica.

 

Mostras Paralelas

 

O 21º Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema também promove mostras especiais. Ao longo da programação, serão realizadas a Mostra Estela Bravo, com filmes da documentarista norte-americana; a Mostra Eduardo Coutinho, com seis longas do cineasta; a Begidarak: Olhares ao Cinema Basco; e a Mostra do 25º Aniversário da Escola Internacional de Cinema e Televisão (EICTV) – Cuba, com curta-metragens produzidos por cineastas que passaram pela Escola. Também haverá a exposição Um Pouco de Cuba, composta por fotos de Ovídio Gonzalez Hernandez, além das mostras “O Primeiro Filme a Gente Nunca Esquece”, “Melhor Idade” e “Olhar do Ceará”, esta última composta pelos curtas que não foram selecionados para a Mostra Competitiva deste ano.

 

Homenagens

 

Prestigiar artistas renomados no cenário nacional e internacional também é característica marcante do festival que, assim como nas edições anteriores, entregará o Troféu Eusélio Oliveira aos homenageados. Este ano, os homenageados serão: os atores Nicette Bruno, Giulia Gam e Daniel de Oliveira; o consagrado documentarista Eduardo Coutinho; a documentarista norte-americana, Estela Bravo; e o fotógrafo cubano, Ovídio Gonzalez Hernandez.

 

O 21° Cine Ceará é promovido pela Universidade Federal do Ceará, numa realização da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará por meio da Secretaria da Cultura (Secult) e do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual. A produção é da Associação Cultural Cine Ceará e conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), como a Oi, a Petrobras e o BNDES, e conta com o apoio cultural da Oi Futuro.

 

Sobre Cine Ceará

 

O Cine Ceará nasceu em 1991 com a proposta de exibir vídeos produzidos pelos diretores locais. O evento, batizado inicialmente como “Vídeo Mostra Fortaleza”, logo se tornou um festival.  Em 1995, já era uma mostra nacional onde competiam curtas e médias-metragens produzidos em todo o país. Um ano depois, foi inserida à programação a Mostra Internacional de Novos Talentos, quando o evento passou a se chamar Cine Ceará – Festival Nacional de Cinema e Vídeo. A partir do 17º Cine Ceará, a utilização de novas tecnologias no auxílio da educação chama a atenção dos organizadores e “Audiovisual e Educação” passa a ser tema permanente em todas as edições do festival. Em sua 21ª edição, pela primeira vez, o festival ocorre no Theatro José de Alencar e enfoca a temática “Religião e Religiosidade no Cinema”.

 

21º Cine Ceará

 

Data: 08 a 15 de junho
Local: Theatro José de Alencar
Entrada franca de 9 a 14 de junho
Mais informações: www.cineceara2011.com/

 

• Mais informações para a imprensa sobre o assunto com a AD2M Engenharia de Comunicação, pelo fone (85) 3258.1001. Falar com Vicky Nóbrega (85) 8822.7548 – vickynobrega@gmail.com e André Bloc (85) 8899.4435 – andrebloc@gmail.com.
Jornalista responsável: Mauro Costa (CE 01035 JP)

 

08.06.2011

Assessoria de Imprensa da Secult

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3101.3972)