Ipece lança estudo sobre pobreza extrema no Ceará

15 de junho de 2011

O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG) do Governo do Estado, lança nesta quinta-feira (16), a edição nº 09 do Informe/IPECE, que tem como título “A Caracterização da Extrema Pobreza no Estado do Ceará”. O estudo tem como base os dados do Censo 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O lançamento acontece durante o seminário A Dimensão e a Medida da Pobreza Extrema no Brasil – O Caso do Ceará, que vai ser realizado às 09h30min, no auditório do Centro de Treinamento do Banco do Nordeste (BNB).

 

O Seminário faz parte de uma série de encontros sobre a dimensão e a medida da pobreza extrema, que vem sendo realizada em vários Estados brasileiros. O evento, promovido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Banco do Nordeste (BNB). Participam do encontro o técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea Rafael Guerreiro Osório; o diretor de Gestão do Desenvolvimento do BNB, José Sydrião de Alencar Júnior; o coordenador do Laboratório de Estudos da Pobreza da UFC, Carlos Alberto Manso, e o diretor Geral do IPECE, professor Flávio Ataliba Barreto.

 

O trabalho elaborado pelo IPECE, que compilou os dados divulgados pelo IBGE, apresenta, de acordo com o professor Flávio Ataliba, um panorama geral de pessoas e domicílios com o perfil de renda familiar mensal de R$ 70,00 por pessoa. Este valor é o estipulado como linha de miséria, conforme o programa de erradicação da pobreza extrema proposto pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à fome (MDS) do Governo Federal.

 

Com os dados – observa o Diretor Geral do IPECE – é possível, por exemplo, responder questões como: quem são as pessoas com esse perfil, quantos são e como moram. E isso permite a identificação e quantificação da população em situação de miséria e informa sobre os fatores relacionados às condições de moradia e educação, dados extremamente relevantes para averiguar a própria qualidade de vida dessa população.

 

15.06.2011

Assessoria de Imprensa do Ipece

Pádua Martins (padua.martins@ipece.ce.gov.br / 85 3101.3508)