TMUT e Correia Transportadora consolidam geração de empregos no Estado

28 de julho de 2011

Nem bem foram inaugurados e a primeira fase do Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT) e a instalação da Correia Transportadora já ajudaram a impulsionar a economia cearense. Somadas, as duas obras foram responsáveis pela geração de 1.100 empregos diretos ao longo de suas construções. Os dois equipamentos serão inaugurados no próximo dia 11 de agosto, em solenidade no Porto do Pecém, que contará com a participação da presidenta Dilma Rousseff e do governador Cid Gomes, além de demais autoridades. Na solenidade também acontece a oficialização dos serviços de terraplenagem da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

 

Além da geração de empregos, os investimentos na implementação do TMUT e da correia transportadora somam mais de meio bilhão de Reais ( R$ 570,3  milhões) em investimentos ao longo dos anos. No TMUT foram construídos dois berços de atracação; o quebra-mar foi ampliado para mil metros; e a ponte existente foi prolongada. A Correia Transportadora, com seis quilômetros de extensão, terá capacidade de transportar até 2.400 toneladas/hora de minérios, o equivalente a 200 caminhões de 12 toneladas cada.

 

Para quem trabalhou na correia ou TMUT as perspectivas são animadora. Depois da terraplenagem a CSP dará início às obras civis, já em 2012. Quando estiver sendo construída, deverá gerar 23 mil postos de trabalho, sendo 15 mil empregos diretos e oito mil indiretos. Serão investidos na CPS aproximadamente US$ 4,2 bilhões.

Conheça os projetos

TMUT

A construção de dois berços de atracação, a ampliação do quebra-mar e o prolongamento da ponte constituem a primeira fase de uma série de três grandes blocos de obras previstas para aumentar a capacidade de movimentação de contêineres e possibilitar a vinda de projetos estruturantes ao Estado, como a siderúrgica, a refinaria premium II e a os produtos da transnordestina. As etapas de ampliação do Porto do Pecém estão previstas para seguir até 2016. Sua construção gerou 800 empregos diretos.

 

Correia Transportadora

Os seis quilômetros da correia transportadora correspondem à parte do Estado de levar minério de forma rápida, além de evitar riscos ao meio ambiente com o transporte aberto por caminhões. Por ser fechada, impede que partículas de pó espalhem pelo meio ambiente. O minério passa por três torres de transferência, sendo a última instalada na junção da CE-422 e que possibilita a entrega de granéis sólidos às empresas usuárias destes produtos, como a termeletrica. Gerou 300 postos de trabalho.

 

CSP

Junto com a refinaria Premium II, corresponde aos projetos estruturantes que o Governo do Estado vem atraindo para impulsionar a economia do Ceará. Quando uma refinaria ou siderúrgica se instalam, uma série de indústrias alocam-se próximo, visando a proximidade com fontes fornecedoras de matérias prima, como placas de aço, por exemplo. A CSP é uma parceria entre a mineradora Vale (Brasil), a Dongkuk Steel Mill e a Posco, que asseguraram parte da compra da produção usina siderúrgica.

 

28.07.2011

 

Assessoria de Imprensa da Seinfra

Marcos Cavalcante/Luiz Guedes
(85) 3216-3764 e (85) 88984318
@seinfrace