O Ceará é referência nacional em saúde pública

11 de agosto de 2011

Mais saúde para o cearense. Nesta quinta-feira (11), a presidenta Dilma Rousseff e o governador Cid Gomes inauguraram a Policlínica de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza, e o Polo 1 do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “A saúde pública no Ceará é referência para o País”, definiu a Presidenta, que destacou ainda o sistema de consórcios utilizado no Estado, onde “várias forças e iniciativas agem de forma conjunta para atender melhor a população utilizando o que cada municípios tem de melhor”.. Dilma destacou que o maior objetivo do SUS é dar um atendimento humano, com data e hora marcadas e equipamentos de tecnologia avançada.

 

Durante a solenidade, o governador Cid Gomes disse que naquele momento estava sendo dado “um grande passo de dotar o Ceará com a melhor rede pública de saúde do Brasil até o fim de 2012”. Além disso, o Governador reforçou o compromisso de instalar um novo hospital Macrorregional até o fim de 2014 e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atender os casos mais urgentes.

 

dilma_5

 

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que também conferiu a solenidade de inauguração da Policlínica de Pacajus e reiterou as palavras da Presidenta Dilma ao considerar que o Ceará é uma referência na saúde pública do Brasil. O ministro também destacou o empenho do Governo do Estado em trabalhar na interiorização dos serviços de saúde e não concentrá-lo apenas na Capital.

 

Estiveram presentes ainda na inauguração de Pacajus, o presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio; os senadores Inácio Arruda e José Pimentel; o secretário da Saúde, Arruda Bastos; além de deputados estaduais e federais e autoridades da região.

 

Sobre a Policlínica

 

A Policlínica Regional em Pacajus Marcia Moreira de Meneses, que amplia e facilita o acesso aos serviços de saúde para população de 244.747 habitantes de Cascavel, Chorozinho, Horizonte, Ocara, Pindoretama e Pacajus, municípios da Região Metropolitana, recebeu um investimento de R$ 7.100.000,00 do Tesouro do Estado. Desse total, R$ 4 milhões em obras e R$ 3.100,00 na aquisição de equipamentos. Com a nova policlínica tipo I, a população passa a contar na própria  região onde mora com assistência em dez especialidades médicas: clínica geral, cardiologia, ginecologia, mastologia, cirurgia geral, gastroenterologia, urologia, traumato-ortopedia, otorrinolaringologia e oftalmologia. Garantindo atenção integral, a policlínica regional realiza exames especializados. Entre eles, mamografia, endoscopia digestiva, ecocardiograma, eletrocardiograma, ergometria, audiometria, ultrassonografia.

 

Com a unidade de Pacajus, aumenta para  quatro o número de policlínicas regionais já entregues à população pelo Governo do Estado. Estão em funcionamento as unidades regionais em Baturité, Camocim e Tauá. Até o final do próximo mês de setembro mais sete policlínicas serão inauguradas em Campos Sales, na região do Cariri; Aracati, no litoral leste; Acaraú, na região Norte, Russas, no Vale do Jaguaribe; Sobral, no Norte do Estado; Itapipoca, região Norte; Icó, na macrorregião do Cariri. Há outras 11 unidades em construção, além do recente acréscimo de mais uma para atender a população da microrregião do Crato, no Cariri.

 

No total, serão 22 policlínicas, sendo 10 tipo II e 12 tipo I. Nas unidades tipo II, são agregadas mais três especialidades – neurologia, endocrinologia e angiologia. Todas integram o Programa de Expansão e Melhoria da Assistência à Saúde do Governo do Estado em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A estratégia de levar para as regiões, perto das pessoas assistência especializada, inclui ainda 18 Centros de Especialidades Odontológicas, com oito já inaugurados e em funcionamento, e hospitais regionais. O Hospital Regional do Cariri, com 294 leitos, foi inaugurado em abril deste ano para atender a população de 44 municípios da macrorregião sul do Estado. Está funcionando com UTIs, a Unidade de imagem, o centro de cirúrgico e a torre de internações. A abertura da emergência, última etapa do cronograma de funcionamento do HRC, está definida para o dia 22 deste mês. No outro lado do Ceará, o Hospital Regional Norte está com as obras em fase de conclusão. A previsão é de ser inaugurado no início de 2012, com 386 leitos e com uma Unidade de Atenção à Saúde da Mulher. Na Unidade, serão 32 leitos, sendo 12 leitos para parto normal, 10 leitos para partos cirúrgicos, nove para mães-canguru e um leito de isolamento. 

 

Polo I do SAMU cobre 41 municípios e 2 milhões de habitantes

 

O Polo I do SAMU vai atender com 7 unidades de suporte avançado, com UTIs, e 29 de suporte básico. No total, 36 ambulâncias. Vinte e duas foram liberadas este ano pelo Ministério da Saúde.  Com o Polo I do SAMU 192 o Governo do Estado implanta a primeira etapa da universalização do serviço no Ceará. Como Fortaleza tem o SAMU próprio, os projetos da Secretaria da Saúde ampliam o serviço para os demais 183 municípios do Estado. Para a universalização do serviço, estão previstas 142 ambulâncias, entre unidades de suporte básico e UTI móveis. O objetivo é implantar, até o final de 2011, o Polo II, na região Norte, com sede em Sobral e cobertura de 61 municípios, o Polo III, no Sertão Central, abrangendo 32 municípios, e o Polo IV, SAMU Cariri, que cobrirá 49 municípios.

 

O SAMU, com transporte sanitário, qualifica o atendimento na rede pública, prestando socorro à população em casos de emergência, quando acionado pelo telefone 192. O atendimento de urgência e emergência é realizado em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas, contando com as Centrais de Regulação, profissionais de saúde e veículos de salvamento.

 

O serviço realiza atendimentos de naturezas diversas, como a vítimas de acidentes de trânsito, de ferimentos por arma de fogo, de ferimentos por armas brancas, de quedas, de choque elétrico, de afogamento e de intoxicação. Atende, ainda, pacientes vítimas de infarto agudo do miocárdio, de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e crises convulsivas e realiza atendimento pré-hospitalar de pacientes com insuficiência cardíaca e crise diabética.

 

O SAMU também é acionado para a realização de atendimento pré-hospitalar de casos gineco-obstétricos, como trabalho de parto e aborto; atua no atendimento médico pré-hospitalar de urgências psiquiátricas; efetua transferências hospitalares de pacientes graves que necessitam de remoção em UTI móvel entre os municípios.

 

Municípios cobertos pelo Polo I do SAMU 192

 

Litoral Leste

Metropolitano Oeste

Metropolitano Leste

Aquiraz

Apuiarés

Acarape

Aracati

Caucaia

Aracoiaba

Beberibe

General Sampaio

Aratuba

Cascavel

Itapajé

Barreira

Chorozinho

Paracuru

Baturité

Eusébio

Paraipaba

Capistrano

Fortim

Pentecostes

Guaiúba

Horizonte

São Gonçalo do Amarante

Guaramiranga

Icapuí

São Luis do Curu

Itapiúna

Itaiçaba

Tejussuoca

Maracanaú

Itaitinga

Umirim

Maranguape

Ocara

 

Mulungu

Pacajus

 

Pacatuba

Pindoretama

 

Pacoti

 

 

Palmácia

 

 

Redenção

 

11.08.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3466.4898)