Hospital César Cals realiza primeira cirurgia fetal do Ceará

23 de setembro de 2011

Na madrugada do dia 22 de setembro, foi realizada no Hospital Geral Dr. César Cals, Unidade da Secretaria da Saúde do Estado, a primeira cirurgia fetal do Ceará. O procedimento, que contou com a participação de médicos de São Paulo e do Ceará, é  realizado com o feto ainda na barriga da mãe. Com isso, a gravidez que é de risco poderá transcorrer normalmente para que os bebês se desenvolvam sem problemas até o momento de nascer.

 

O problema na gravidez de gêmeos de A.C.S. foi detectado com um exame de ultrassonografia realizado no próprio HGCC, durante o pré-natal. Os dois bebês mantinham uma ligação na qual um gêmeo passava sangue para o outro, tornando-se anêmico e com baixo peso. Além disso, o outro bebê passava a apresentar sinais de insuficiência cardíaca.

 

De acordo com o médico obstetra do Serviço de Medicina Fetal do HGCC, Everardo Guanabara, a cirurgia era o procedimento indicado para salvar as crianças, permitindo assim que a gestação transcorresse de maneira saudável para a mãe e para os bebês. Durante o procedimento, a ligação entre os dois fetos foi cortada, impedindo a passagem de sangue. “Se o procedimento não tivesse sido realizado, pelo menos um dos fetos morreria, quando não os dois. E se houvesse um sobrevivente, este poderia apresentar sequelas neurológicas, podendo chegar a uma paralisia cerebral”, explica o obstetra.

 

Agora, após a cirurgia, os bebês passam a se desenvolver de forma independente. A mãe será acompanhada semanalmente para que a gestação seja monitorada e não aconteçam outras complicações.

 

Ações como essa fazem parte do Serviço de Medicina Fetal do Hospital César Cals, que é referência no atendimento a gestantes com gravidez de risco e que apresentam fetos com  malformação ou algum outro comprometimento do seu desenvolvimento durante a gravidez.

 

23.09.2011
Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge (ascom@hgcc.ce.gov.br / 3101 5422  e  8828 7463)