Cinturão Digital ganha prêmio nacional

30 de novembro de 2011

O Cinturão Digital do Ceará (CDC), coordenador pela Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), foi contemplado com o Prêmio TI & Governo e será publicado no Anuário TI & Governo 2011, a ser lançado pela Plano Editorial, responsável também pela publicação do Informática Hoje, entre outros títulos.

 

A comissão julgadora que avaliou os projetos foi integrada por Delfino Natal de Souza Neto (Secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento); José Luis Bizelli (do Departamento de Antropologia Política e Filosofia da Unesp); Juarez Quadros do Nascimento (da Orion Consultores Associados); Vanda Scartezini (da Pólo Consultores Associados); Armando Dal Colletto (diretor da Business School São Paulo- BSP); e o jornalista Paulo Brito (da Plano Editorial).

 

Os projetos foram classificados em três categorias: e-Administração Pública, e-Serviços Públicos e e-Democracia. Na avaliação, foram considerados critérios como caráter inovador, relevância social e envolvimento de recursos humanos.

 

Sobre o Cinturão Digital

 

O Cinturão Digital do Ceará foi inaugurado em 3 de novembro passado pelo governador Cid Gomes e pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Aloízio Mercadante. O CDC é a maior rede pública de banda larga do Brasil com uma infraestrutura de 2.600 Km de fibra óptica conectando 92 cidades, com cobertura inicial instalada na sede de 53 municípios, o que corresponde a 85% da população urbana do Estado. A determinação do governador Cid Gomes de dar ao CDC a importância de projeto estratégico para o Estado, levou à construção de uma rede de transmissão de dados pioneira e que já é vista como modelo para outros estados. O Cinturão permite a conectividade dos cidadãos em alta velocidade. Serviços públicos serão beneficiados com aplicações de telemedicina, educação a distância, monitoramento de cargas nas fronteiras, câmeras de vigilância, entre muitos outros.

 

A população poderá acessar a rede mundial com qualidade, em telecentros, praças, escolas e comunidades. As empresas provedoras de serviços serão chamadas para compartilhar, por processo licitatório, a infraestrutura e a capacidade já instalada do CDC. É objetivo do Governo reduzir os custos do acesso à Internet no Interior do Estado e, com ganho em escala, universalizar serviços digitais de qualidade.

 

A repercussão dessa iniciativa poderá ser medida na atração e criação de novas empresas, na performance dos alunos cearenses em exames, na redução do transporte de pacientes para centros hospitalares, na redução das taxas de homicídios (câmeras de monitoramento), na interiorização da atividade econômica, no atendimento imediato das necessidades de comunicação da Copa FIFA 2014 e, notadamente, na maior eficiência das ações de governo.

 

30.11.2011

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)