50 mil atendimentos já realizados nas policlínicas regionais

18 de junho de 2012

Consultas e exames médicos especializados, com hora marcada, sem fila de espera, em modernas estruturas. Essa já é a realidade para a população de 650 mil habitantes dos 23 municípios das áreas de cobertura das quatro policlínicas regionais inauguradas pelo Governo do Estado e em funcionamento em Baturité, Camocim, Pacajus e Tauá. Até o mês de maio deste ano, quando foi inaugurada a Policlínica Regional Dr. Francisco Pinheiro Alves, em Itapipoca, foram realizados quase 50 mil atendimentos desde que a primeira policlínica entrou em funcionamento em Baturité, em abril de 2011. A Policlínica Regional Dr. Clóvis Amora Vasconcelos recebeu nota 9,49 da população do Maciço de Baturité, de acordo com pesquisa de satisfação do usuário, com escala de zero a 10, realizada no final do ano passado.

 

Com praticamente toda a capacidade em funcionamento, a policlínica regional de Baturité ofereceu este ano, até o mês de maio, um total de 24.191 atendimentos e realizou, somente no mês passado, 2.788. Desde que começou a funcionar, a unidade realizou 11.162 atendimentos em nove meses de 2011 e 10.378 atendimentos nos primeiros cinco meses de 2012, totalizando 21.540 atendimentos. Em Tauá, a Policlínica Regional Dr. Frutuoso Gomes de Freitas realizou, até março deste ano, um total de 16.851 atendimentos. Funcionando desde julho de 2011, a Policlínica Regional Cel. Libório Gomes da Silva, de Camocim, realizou 6.984 atendimentos. Em Pacajus, a Policlínica Regional Dra. Márcia Moreira de Meneses, que iniciou as atividades em março deste ano, realizou, até maio, 783 atendimentos.

 

O encaminhamento de pacientes para as policlínicas é feito pelas secretarias municipais de saúde, a partir da solicitação de consultas e exames feitas pelos médicos da atenção básica de saúde. No agendamento, o paciente escolhe data e horário para a consulta ou exame, de segunda a sexta-feira, de acordo com a disponibilidade de vagas. A distribuição de vagas para atendimento é proporcional à população de cada município. Toda a regulação é feita por computador pelo Sisreg III, sistema on-line criado pelo Ministério da Saúde para o gerenciamento de todo complexo regulatório indo da rede básica à internação hospitalar, visando a humanização dos serviços, maior controle do fluxo e otimização na utilização dos recursos.

 

Nas novas policlínicas, a população do Interior tem acesso a exames e serviços que, na rede pública, só eram realizados na Capital. Os ambulatórios especializados das policlínicas tipo 1, como as de Baturité, Camocim, Pacajus e Tauá, incluem oftalmologia, otorrino, clínica geral, cardiologia, ginecologia, mastologia, cirurgia geral, gastroenterologia, urologia, traumato-ortopedia. Haverá apoio técnico de enfermagem, farmácia clínica, terapia ocupacional, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, psicologia e assistência social. Os serviços de apoio diagnóstico e terapêutico são radiologia convencional, mamografia, ultrassonografia, endoscopia digestiva, ecocardiografia, ergometria, eletrocardiograma, audiometria e coleta de patologia clínica.

 

As policlínicas tipo II estão sendo concluídas nas microrregiões de maior densidade populacional e oferecem 13 especialidades médicas. Além de todos os serviços das policlínicas tipo I, ofertarão ainda endocrinologia, angiologia e neurologia e, em destaque, os exames de ressonância magnética, tomografia computadorizada, eletroencefalograma e endoscopia respiratória. Para os próximos dois meses estão previstas as inaugurações de mais cinco policlínicas regionais, incluindo a primeiro do tipo 2, em Sobral.

 

COBERTURAS

Unidades

Policlínica Regional Dr. Clóvis Amora

Policlínica Regional Cel. Libório Gomes da Silva

Policlínica Regional Dra. Márcia Moreira de Meneses

Policlínica Regional Dr. Frutuoso Gomes de Freitas

 

 

Municípios

Aracoiaba

Barroquinha

Cascavel

Aiuaba

Aratuba

Camocim

Chorozinho

Arneiroz

Baturité

Chaval

Horizonte

Parambu

Capistrano

Granja

Ocara

Tauá

Guaramiranga

Martinópole

Pindoretama

 

Itapiúna

 

Pacajus

 

Mulungu

 

 

 

Pacoti

 

 

 

População

134.246 habitantes

154.548 habitantes

244.747 habitantes

112.779 habitantes

 

 

18.06.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 5221)