Curso forma multiplicadores para ampliar doação de órgãos

31 de agosto de 2012

O Ceará assumiu no primeiro semestre deste ano o segundo lugar do país na efetivação de doações de órgãos e tecidos para transplantes e quer avançar ainda mais no ranking nacional. Nesta segunda-feira (03) e terça-feira (04), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) realiza no Hotel Mareiro (Avenida Beira Mar, 2380 – Meireles), o 4º Curso de Coordenador Educacional de Transplantes, que vai capacitar 60 participantes para serem multiplicadores do tema da doação de órgãos e tecidos nos diversos espaços da sociedade. Será realizada também oficina para a construção de propostas que irão integrar o Programa de Educação Permanente em Transplantes da Sesa. Foram realizados dois cursos de coordenadores educacionais de transplantes em Fortaleza, em 2008, e, no Cariri, em 2011. Os coordenadores educacionais realizam palestras em empresas, escolas e associações, explicando a importância da doação para salvar vidas.

 

De 17,5 doações efetivas por milhão da população registradas em 2011, o Ceará passou para 20,8 doações efetivas no primeiro semestre deste ano, o que levou o Estado a assumir o segundo lugar no Brasil, atrás apenas de Santa Catarina, que registrou 25,4 doações efetivas por milhão da população (pmp) no primeiro semestre de 2012. Em relação ao primeiro semestre de 2011, no Ceará o número de potenciais doadores passou de 187 para 200 e as efetivações das doações aumentaram de 71 para 88. De acordo com o Registro Brasileiro de Transplantes (RBT) referente ao primeiro semestre deste ano, no ranking nacional de transplantes por milhão da população o Ceará está em primeiro lugar do Brasil em transplantes de fígado, em segundo de coração e em terceiro de pulmão. Foram 19,4 transplantes de fígado pmp, 4 pmp de coração e 0,5 pmp de pulmão. Em números absolutos de transplantes, o Ceará é segundo do Brasil em transplantes de fígado, com 82 procedimentos, terceiro em transplantes de coração (17 procedimentos) e pulmão (2 procedimentos).

 

809 transplantesem 2012

 

Até a última terça-feira (28), o Ceará havia realizado 809 transplantes de órgãos e tecidos. Foram 181 de rim, 6 de rim/pâncreas, 19 de coração, 110 de fígado, 3 de pulmão, 12 de medula óssea, 12 de valva cardíaca, 453 de córnea, um de pâncreas isolado, um de pâncreas pós-rim e 11 de esclera. O número de transplantes realizado no Ceará até 28 de agosto já é maior que o número total de transplantes realizados em 2006 (446), 2007 (618), 2008 (739) e 2009 (767). Em 2011, o Estado alcançou pela primeira vez a marca de mil transplantes no ano, chegando a 1.297 cirurgias. Este ano, o recorde de transplantes deverá ser superado mais uma vez, como acontece ano a ano, desde 2007.

 

31.08.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira/ Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220/ 3101.5221 / 8733.8213)
Twitter: @SaudeCeara