Ramal Parangaba-Mucuripe avança com construção de vigas

16 de outubro de 2012

Os trabalhos para a implantação do Ramal Parangaba-Mucuripe, operado por Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), avançam em suas várias frentes de serviços em Fortaleza. No canteiro de obras do consórcio CPE-VLT, no bairro de Parangaba, dezenas de operários constroem as vigas de 93 toneladas e 235,31 m² para os elevados por onde passarão os VLTs. O ramal será uma das grandes obras estruturantes no conceito de mobilidade urbana em Fortaleza para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Atualmente as frentes de trabalho estão atuando em diferentes trechos da linha onde não são necessárias desapropriações de moradores nesta etapa.

 

O equipamento fará a conexão ferroviária de 12,7 quilômetros entre a Estação Parangaba e o Porto do Mucuripe, sendo 11,3 km em superfície e 1,4 km em elevado, passará por 22 bairros da Capital. A previsão é a obra seja concluída até o início do final de  2013  e, uma vez concluída, deverá ser utilizada, de forma integrada com as demais modalidades de transportes, por cerca de 100 mil passageiros por dia.

 

Os trabalhos de implantação do VLT, sob responsabilidade da Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), compreendem a remodelação do ramal ferroviário Parangaba-Mucuripe, atualmente utilizado para transporte de carga, objetivando a utilização do mesmo para transporte de passageiros. O modal será movido a diesel e terá ar condicionado, sendo mais confortáveis que os antigos trens.

 

Serão construídas dez estações, sendo que as da Parangaba e do Papicu possuem projeto diferenciado, uma vez que permitirão a integração com os terminais de ônibus. As demais estações serão localizadas no Montese, Vila União, Rodoviária, São João do Tauape, Pontes Vieira, Antônio Sales, Mucuripe e Iate.

 

Frentes

 

As obras estão sendo executadas entre a rua Germano Frank e o terminal de ônibus da Parangaba que se constitui no elevado ferroviário no trecho. No trecho estão sendo executados os pilares, cravadas as estacas e executados os blocos dos pilares do trecho elevado, que terá cerca de 900 metros de extensão. No bairro de Fátima está sendo construído o segundo elevado sobre a av. Aguanambi, próximo ao Comando Geral da Polícia Militar. A execução da via de carga numa extensão de 500 metros está sendo feita no limite da lateral direita da faixa de domínio (sentido Parangaba-Mucuripe), entre a rua Luciano Magalhães e o início do residencial Maravilha. A obra também está na fase de construção das estacas, blocos e recebimento das vigas.

 

Na Via Expressa os trabalhos se voltam para a construção dos viadutos sobre a av. Dom Luís, por onde trafegará  as linhas do VLT e de carga. Outro trecho em obras é a construção do muro de arrimo entre a avenida Santos Dumont e a Av. Dom Luís. A quarta frente de trabalho está situada na confluência das avenidas Virgílio Távora  e Pontes Vieira onde será construído um viaduto para o VLT , relocado o viaduto atual da linha de carga. Os demais trechos, seguindo orientação do governador Cid Gomes, somente serão iniciados quando definida a realocação das famílias atingidas.

 

VLT_ObrasSaiba mais:

 

Características físicas das vigas em concreto para o trecho em elevado do VLT:
-Quantidade total de vigas no elevado: 52 vigas
-Volume de uma viga: 40,47 m³
-Forma da viga possui uma área de: 235,31 m²
-A ferragem da viga pesa: 4.043,46 kg
-O peso total por viga: 93 toneladas.

 

 

 

16.10.2012

Assessoria de Imprensa da Seinfra

Marco da Escóssia (marco.escossia@seinfra.ce.gov.br / 85 3216.3764)