Transplantes de coração deste ano já supera total realizado em 2011

25 de outubro de 2012

O recorde de transplantes de coração no Ceará foi registrado no ano de 2008, quando foram realizadas 31 cirurgias. A mais de dois meses do fim do ano, 2012 já registra a segunda melhor marca da história, com 26 transplantes de coração realizados, mais que os 25 de 2009, os 16 de 2010 e os 25 de 2011. Há 10 anos, a partir de 2003, o Ceará se estabelece como um dos três estados que mais realizam transplantes de coração no país. Em 2008 e 2009, o Ceará ficou em primeiro lugar em número de transplantes por milhão da população, com 3,8 e 3,0 transplantes. No primeiro semestre de 2012, o Estado registrou, por milhão da população, 4,0 transplantes de coração, figurando em segundo lugar no Brasil, depois do Distrito Federal, com 7,8 transplantes, e à frente de São Paulo (1,9), de acordo com o Registro Brasileiro de Transplantes (RBT).

 

No Ceará, os transplantes de coração são realizados pelo Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, hospital da Secretaria da Saúde do Estrado. O HM é uma unidade terciária especializada no diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas e pulmonares, dispondo de todos os procedimentos de alta complexidade nestas áreas e destacando-se nos transplantes cardíaco e pulmonar.

 

Outros órgãos e tecidos

O Ceará já estabeleceu em 2012 a melhor marca de transplantes de medula óssea, com 20 procedimentos realizados, superando os dois transplantes em 2008, sete em 2009, 14 em 2010 e 17 em 2011. Desde de 2008, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), unidade da Secretaria da Saúde do Estado, realiza em parceria com o Hospital Universitário Walter Cantídio, o transplante autólogo, quando o paciente recebe células sadias da própria medula.

 

Este ano já foram realizados, no total, 997 transplantes no Estado. São 213 transplantes de rim, oito de pâncreas/rim, 26 de coração, 137 de fígado, três de pulmão, 20 de medula óssea, 14 de valva cardíaca, 552 de córnea, um de pâncreas isolado, dois de pâncreas pós-rim e 11 de esclera. Já são mais transplantes que os realizados anualmente até 2010. Desde 2007, o Ceará bate recordes sucessivos de transplantes. Naquele ano, foram realizadas 654 cirurgias, contra as 446 do ano anterior. Em 2008, novo recorde, com 742 transplantes realizados. Em 2009, chegou a 760 transplantes, e em 2010, o total ficou em 872. Em 2011, a marca dos mil procedimentos foi ultrapassada com a realização de 1.295 transplantes.

 

25.10.2012

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá (  selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221 / 8733.8213 )
Twitter: @SaudeCeara