Albert Sabin comemora 60 anos de cuidados com crianças

31 de outubro de 2012

O Hospital Infantil Albert Sabin (Hias) chega aos 60 anos, com perfil de vanguarda. Ao longo de sua trajetória, o Hias, que é referência em pediatria no Estado, obteve reconhecimento nacional, conquistou prêmios, publicou livros e é responsável pela formação de profissionais. Para comemorar as seis décadas de funcionamento, será realizada uma solenidade nesta quinta-feira (01), às 20 horas, no Theatro José de Alencar. Haverá a apresentação do balé da Edisca e homenagens a servidores aposentados e ex-gestores. O Hias é um dos oito hospitais que integram a rede da Secretaria da Saúde do Estado, em Fortaleza.

 

Nessas seis décadas, a história do Hospital Albert Sabin vem sendo marcada pelo atendimento humanizado. “Se olharmos para trás, veremos o quanto crescemos, quantas vidas foram salvas, quantos sofrimentos aliviados, quantos estudantes das diversas categorias profissionais tiraram deste Hospital ensinamentos que aplicam em outros lugares”, afirma o diretor geral do Hospital, Walter Frota. O Albert Sabin pelo nível de assistência contribui para a redução da mortalidade na infância (leia texto “Ceará reduz mortalidade na infância em 48% entre 1998 e 2011”.)

 

Primeiro hospital pediátrico

O Albert Sabin foi o primeiro hospital pediátrico de Fortaleza. Nasceu em 26 de novembro de 1952 com o nome de Hospital Infantil de Fortaleza (HIF). Na época, funcionava na rua Olavo Bilac, 1200, no bairro Alagadiço. Em 1976, transferiu-se para o bairro Vila União, onde permanece até hoje. A mudança do nome viria, em 1977, após a visita do médico doutor Albert Sabin – criador da vacina contra poliomielite – ao HIF. Quando as atividades foram iniciadas no endereço atual, o Albert Sabin era capaz de internar somente 20 crianças e oferecia apenas os serviços de pediatria, assistência materno-infantil e neurologia.

 

Hoje, com o nível de atenção terciária em pediatria, o Hias conta com emergência clínica e cirúrgica, procedimentos de alta complexidade em oncologia, neurocirurgia, cirurgia cardíaca e cirurgia plástica, além de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e Unidades Neonatais de médio e alto risco. Atualmente, o Albert Sabin dispõe de 267 leitos de internação, sendo 41 de UTIs, 26 especialidades médicas e 14 serviços técnicos de diagnóstico e terapia. Por mês, são realizados, em média, 850 internações, 17 mil consultas ambulatoriais e sete mil na Emergência, 83 mil exames laboratoriais e 550 procedimentos em sala cirúrgica.

 

Reconhecido como Centro de Referência Nacional para a Promoção da Saúde da Criança e do Adolescente, o Albert Sabin preza pela qualidade e melhoria contínua dos serviços oferecidos a pacientes de todo o Ceará e de estados vizinhos. Exemplo disso é o Centro Pediátrico do Câncer (CPC), uma unidade especializada no tratamento do câncer infantil e que tem uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusiva para pacientes oncológicos pediátricos, a única no Estado. Inaugurado no fim de 2010, o CPC é uma parceria entre o HIAS e a Associação Peter Pan (APP), entidade sem fins lucrativos. Nessa iniciativa compartilhada, a APP construiu, com o patrocínio de empresas e a ajuda de voluntários, um edifício moderno, amplo e confortável. Já o hospital disponibilizou equipamentos, profissionais, medicamentos e custeio necessário para o funcionamento. “O CPC é um marco na história do tratamento do câncer infanto-juvenil no Estado. A parceria é muito importante, pois a APP dá o apoio social às famílias e se preocupa com o diagnóstico precoce da doença”, comenta Walter Frota. 

 

“Não se encontra estrutura com esse grau de conforto, humanização e qualidade nem na rede privada”, afirma. O diretor diz ainda que não existem filas para o primeiro atendimento. “Qualquer criança de qualquer parte do Ceará que procure pela primeira vez o CPC, de segunda à sexta, é atendido no mesmo dia pela equipe de diagnóstico precoce”, destaca.  Atualmente, há mais de mil crianças e adolescentes em tratamento e acompanhamento.

 

Hospital de ensino

Além disso, o hospital é uma referência no ensino e na pesquisa, colaborando na formação de qualidade de profissionais em pediatria e em outras áreas da saúde. Desde a criação da Residência Médica, em 1977, o hospital já formou 443 residentes, dos quais, 323 pediatras, 17 cirurgiões pediátricos, 14 traumato-ortopedistas pediátricos, e ainda 89 pediatras com área de atuação em diversas especialidades. Em 2006, foi certificado pelos Ministérios da Educação e da Saúde como Hospital de Ensino.

 

O diretor geral, Walter Frota, destacou que, apesar dos 60 anos, o Hias completa 60 anos em sintonia com os avanços da medicina. “A instituição continua jovem, pensando no futuro, modernizando-se, buscando inovar com um plano diretor audacioso e buscando reconhecimento internacional“, disse. O Plano Diretor é um projeto de reestruturação física do hospital, que prevê a ampliação da área do hospital, de 12 mil para 40 mil metros quadrados de área construída. Já foi concluída a primeira etapa do projeto.

 

Programação

A celebração do sexagenário do Hospital Infantil Albert Sabin continua entre os dias 21 e 24 de novembro com o V Congresso do HIAS, que terá como tema a “Atenção segura e humanizada: 60 anos de experiência no cuidar da criança”. Para o dia 25, no clube Náutico Atlético Cearense, está sendo organizada uma festa.

 

OS PRÊMIOS
– Prêmio Nacional Professor Fernando Figueira (2004)
– 1º Prêmio Inovação Medical Service (2009)
– Faixa ouro no Prêmio Ceará Gestão Pública (2009)
– Faixa ouro no Prêmio Ceará Gestão Pública (2010)
– Faixa ouro Prêmio Melhores Práticas Relacionadas à Tricotomia (2010)
– 2º Prêmio Inovação Medical Service (2011)
– Prêmio 3M Prevenção de Lesões de Pele (2011)
– Prêmio máximo Prêmio Ceará Gestão Pública (2011).

 

A HISTÓRIA
1952 – Inauguração do Hospital Infantil de Fortaleza, que viria a ser o Hospital Infantil Albert Sabin. Localizava-se na av. Olavo Bilac, 1200;
1976 – Inauguração do novo Hospital Infantil de Fortaleza, já no endereço atual;
1977 – Visita do Dr. Albert Sabin e mudança do nome do hospital. Nessa época, a unidade só tinha capacidade para internar 20 crianças;
1977 a 1987 – Implantação dos serviços de cirurgia, tisiologia, cardiologia, onco-hematologia, ortopedia, nefrologia, pneumologia, gastroenterologia,
nutrição, ofatalmologia e otorrinolaringologia;
2000 – Inauguração do Hospital Dia Peter Pan;
2005 – Criação do Programa de Assistência Ventilatório Domiciliar (PAVD);
2009 – Inauguração da Unidade Dra. Vânia Abreu, um bloco com quatro pavimentos e capacidade para 100 leitos;

2010 – Inauguração do Centro Pediátrico do Câncer (CPC).

 

31.10.2012

 

Assessora de Comunicação do Hias

Raquel Mourão – 3256-1574/9925-9444