Ceasa nos Bairros: projeto receberá novos equipamentos e programação

27 de novembro de 2012

O projeto Ceasa nos Bairros, realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e da vinculada Centrais de Abastecimento do Ceará (Ceasa), recebe uma reestruturação neste final de ano. A ação inclui novas unidades móveis, equipamentos e uma programação que contemplará outras comunidades.

 

Enquanto duas das três unidades móveis são preparadas para receber a nova identidade visual e as adaptações que viabilizarão a comercialização dentro dos ônibus, o Projeto cumpre uma programação temporária, permanecendo com o atendimento em cinco pontos de Fortaleza e Região Metropolitana. Nessa etapa, de segunda a sábado, o Ceasa nos Bairros leva frutas e hortaliças frescas ao Castelão, Cidade dos Funcionários, Aldeota, São Gerardo e Pacatuba.

 

Na nova fase, a expectativa é que o Projeto alcance a marca de 80 toneladas comercializadas por mês.

 

O projeto

 

O Ceasa nos Bairros aproxima o atacadista do consumidor e oferecer aos cidadãos hortigranjeiros frescos e de qualidade com preços acessíveis, semelhantes aos praticados na própria Ceasa. Além da qualidade e do preço, a população tem ainda a comodidade de comprar seus produtos na porta de casa.

 

Diariamente, cerca de 50 produtos são oferecidos às comunidades nas unidades móveis do Ceasa nos Bairros, atendendo mensalmente em média 20 mil famílias. “A Ceasa, por meio do Ceasa nos Bairros, viabiliza a alimentação e o abastecimento de muitas famílias, o que destaca a essência desse projeto. A chegada da comercialização de produtos hortigranjeiros frescos e de qualidade para a sociedade transforma o dia da população, melhorando o padrão alimentar do fortalezense e estimulando o consumo de produtos mais saudáveis”, explica Odálio Girão, analista de mercado e coordenador do Projeto.

 

Acompanhe os dias e locais do Ceasa nos Bairros:

 

 

Dia

Bairro

Endereço

Segunda

Aldeota

Rua José Vilar com Tenente Benévolo ( Campo do América )

Terça

Cajazeiras

Av. Deputado Paulino Rocha, 1001 ( Morada dos Bosques )

Quarta

Cidade dos Funcionários

Lago do Jacareí

Quinta

São Gerardo

Rua Antonina do Norte ( Por trás do Instituto dos Cegos )

Sexta

Aldeota

Rua José Vilar com Tenente Benévolo ( Campo do América )

Sábado

Pacatuba

Centro – Praça da Juventude

 

 

Ceasa 40 anos

 

Em alusão aos 40 anos de atuação da Centrais de Abastecimento do Ceará S/A (Ceasa), o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), realiza nesta quarta-feira (28), às 8 horas, uma comemoração aberta ao público.

 

A programação inclui missa em ação de graças, ato solene e serviços sociais. A abertura contará com a apresentação da banda da 10ª Região Militar e ao longo do dia serão oferecidos gratuitamente serviços nas áreas de saúde, cidadania e cultura, com o lançamento do projeto “Ceasa Cidadania”.

 

A população receberá orientações para prevenção e tratamento de doenças, informações nutricionais, odontológicas e de natureza jurídica e empresarial. Também estão previstos jogos e apresentações culturais com artistas do folclore e humor cearense, convidados para animar a festa.

 

As atividades contam com o apoio do Grupamento de Socorro e Urgência do Corpo de Bombeiros, do projeto Mesa Brasil SESC, da Faculdade Estácio, do Sebrae, da Defensoria Pública do Ceará e da 10ª Região Militar. A entrada acontecerá pelo portão de pedestres da Ceasa e a comercialização e o estacionamento funcionarão normalmente.

 

O evento marca uma série de ações e novidades planejadas em um calendário para o próximo ano de história da Ceasa. Para 2013, a Diretoria espera contar com novos investimentos em estrutura, tecnologia e informação de mercado, como o lançamento do “Índice de Preço Ceasa (IPCE)”, um balizador de preços de hortigranjeiros, e outras ações para marcar a trajetória do abastecimento alimentar ao longo de quatro décadas.

 

“A Ceasa é um instrumento essencial para a comercialização de produtos hortigranjeiro, que está ampliando o seu espaço de atuação devido à sua importância para o abastecimento alimentar dos cearenses. Hoje, temos as unidades do Cariri e de Tianguá que também estão sendo utilizadas pelos agricultores familiares para comercializar sua produção com as grandes redes”, afirmou o secretário Nelson Martins.

 

História

 

Inaugurada em 09 de novembro de 1972, no governo de César Cals, com o objetivo de centralizar a distribuição do hortigrajeiros, a Centrais de Abastecimento do Ceará S.A (Ceasa/CE) fazia parte do Programa Nacional do Controle de Abastecimento de Produtos Hortigranjeiros, implantado pelo Sistema Nacional de Centrais de Abastecimento (Sinac), órgão do Governo Federal, responsável pela construção do grupo de 21 centrais de abastecimento.

 

A comercialização de hortigranjeiros cearense, antes concentrada em pequenos mercados localizados no centro, foi transferida para terras do município de Maranguape, que mais tarde tornou-se parte do distrito industrial de Maracanaú. O equipamento contou, inicialmente, com cinco galpões permanentes e um galpão não-permanente, onde foi comercializado o volume de 12.000 toneladas apenas nos três primeiros meses de funcionamento. Em um ano, alcançou 70.000 toneladas de hortigranjeiros.

 

Hoje, preservando a missão de assegurar condições excelentes de abastecimento alimentar, buscando a plena satisfação dos produtores, usuários e consumidores, a Ceasa Ceará é uma empresa vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Estado e continua expandindo. A atuação como membro da Associação Brasileira das Centrais de Abastecimento (Abracen) e da World Union of Wholesale Market (WUWM) também é um destaque para a Ceasa Ceará.

 

A unidade central comercializou no ano passado mais 464.000 toneladas, marca que deve ser ultrapassada ainda este ano. Além disso, nos últimos dez anos, 1.440 municípios distintos, considerando os estados brasileiros, ofertaram nesse mercado, sendo 144 do próprio Estado.

 

Para os que vivem a Ceasa Ceará, a centrais de abastecimento representa mais que uma potencial econômica e, sobretudo, é um bem social, gerando 10.000 postos de trabalho e movimentando uma população flutuante de 15.000 pessoas por dia.

 

No que se refere aos novos mercados e entrepostos, a Ceasa conta com mais duas unidades. A unidade instalada na região serrana da Ibiapaba foi inaugurada em 4 de abril de 1977. Localizada no município de Tianguá, comercializou no ano passado mais de 72.000 toneladas.

 

A última expansão concretizada beneficiou uma das regiões que mais cresce no Estado: o Cariri. Na cidade de Barbalha, a Ceasa Cariri foi inaugurada em 23 de fevereiro desse ano e nos primeiros oito meses ofertou uma média de 3.000 toneladas por mês, representando 70% do que foi estimado, gerando, em termos de valor, R$ 5,2 milhões/mês.

 

Em desenvolvimento, algumas ações são destaque na atuação da diretoria atual da Ceasa, são elas: a expansão e relocalização do entreposto da Ibiapaba; a modernização do interior e dos equipamentos da unidade de Maracanaú; o varejão aos sábados; a Feira Flor Ceasa; o projeto Ceasa nos Bairros; e o fortalecimento da agricultura familiar.

 

27.11.2012

Assessoria de Imprensa Centrais de Abastecimento do Ceará S/A (Ceasa)

Raissa Karen (imprensa@ceasa-ce.com.br / 85 3299.1701 – 8803.5121)

Twitter: @ceasace