Governador Cid Gomes se reúne com lideranças MST

27 de novembro de 2012

O governador Cid Gomes e o secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, se reuniram na tarde desta terça-feira (27) com representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) para discutir projetos que serão implantados pelo Estado para atender demandas apresentadas pelo movimento. Os trabalhadores solicitaram recursos para investir em projetos para as cadeias produtivas do caju, da ovinocaprinocultura, mandicultura e da pecuária leiteira.

 

Ficou definido que a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) vai negociar com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) recursos do Fundo Social para esses investimentos. “Já estamos negociando com o BNDES R$ 40 milhões para investir nessas cadeias produtivas. Serão R$ 20 milhões do Fundo Social e a contrapartida do Estado será de igual valor”, informou o secretário Nelson Martins. O governador Cid Gomes ainda sugeriu aos trabalhadores que apresentem projetos dessas cadeias produtivas para serem contemplados com recursos do Projeto São José III.

 

O secretário Nelson Martins informou também que os contratos de assistência técnica com o assentamentos do MST serão renovados, já que o Estado, por meio da SDA, firmou parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para investir R$ 15 milhões em projetos produtivos de assentamentos rurais. Além do MST também serão beneficiados assentamentos assistidos pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará (Fetraece), Instituto do Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace) e Programa Nacional do Crédito Fundiário (PNCF). A primeira parcela do investimento será liberada em dezembro e a segunda em agosto de 2013.

 

A pedido do movimento, o Governador autorizou a perfuração de poços profundos e a reforma e ampliação de adutoras nos assentamentos assistidos pelo movimento. “Os poços profundos já serão perfurados a partir da próxima semana e autorizamos à Superintendência de Obras Hidráulicas do Ceará (Sohidra) a incluir em um MAPP (Monitoramento de Ações e Programas Prioritários) a reforma das adutoras”. Segundo Cid Gomes, existem R$ 500 mil para a perfuração de 36 poços e reforma de 25 adutoras, indicadas pelo MST. Foi solicitado ainda que o movimento indique quais as comunidades que estão precisando de água para que esses projetos sejam incluídos no Programa Água para Todos, parceria do Estado com o Ministério da Integração Nacional.
Educação

 

Os trabalhadores apresentaram demandas para a construção das escolas do Campo Nova Canaã, em Quixeramobim, Salão Morada Nova, em Mombaça, e Conceição Bonfim, em Santana do Acaraú. Segundo o Governador, os recursos já estão garantidos para o início dessas três obras. Já a construção da escola Santana da Cal, em Canindé, deverá ser licitada até o final deste ano.
O MST sugeriu ainda firmar convênio com o Estado do Ceará para a implantação do Projeto “Sim Eu Posso”, desenvolvido pelo Governo do Cuba para a alfabetização de jovens e adultos. Haverá nova reunião com a secretária de Educação, Izolda Cela, para que o projeto seja apresentado aos técnicos da pasta.

 

27.11.2012

 

Assessoria de Comunicação da SDA
Lúcio Filho – (85) 3101.8105 | 8897.8510
lucio.filho@sda.ce.gov.br | asscom@sda.ce.gov.br
Twitter: @ImprensaSDA

Cícero Lacerda – estagiário de Jornalismo
cicero.lacerda@sda.ce.gov.br