Cid Gomes destaca integração do Cinturão das Águas com Transposição

31 de Janeiro de 2013

As propostas para a construção da primeira etapa do projeto do Cinturão das Águas serão recebidas no próximo dia 5. O anúnci foi feito pelo governador Cid Gomes nesta quinta-feira (31), em Juazeiro do Norte, no Cariri, durante o início da visita às obras de Transposição do Rio São Francisco realizada com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. “O Ceará está ao lado do Ministério da Integração, mas o que concerne às obras do São Francisco, elas são tocadas pelo Governo Federal. Mas a Transposição  tem uma grande interação com o Cinturão das Águas do Ceará (CAC)”, destacou o Governador.

 

“O Cinturão das Águas é uma obra que terá grande repercussão na segurança hídrica de todo o Estado, começando aqui pelo Cariri. Ela compreende, na sua primeira etapa, 155 km de canal, desde a chegada das águas do São Francisco no Ceará, na barragem Atalho em Jati, e vai percorrer também os municípios de Brejo Santo, Porteiras, Abaiara, Missão Velha, Barbalha, Juazeiro, Crato e Nova Olinda. Com isso, nós já damos utilidade à transposição do São Francisco desde o seu primeiro momento”, explica Cid Gomes.

 

A primeira etapa do CAC tem investimento de R$ 1,6 bilhão, o que já o torna, o maior investimento em obra hídrica no Estado. O objetivo é levar água a todas as bacias hidrográficas do Ceará e para população mais isolada. O Cinturão será formado por um canal principal que vai margear a Chapada do Cariri, no sentido leste-oeste, para, em seguida, com direção sul-norte, atravessar as bacias do Alto Jaguaribe e Poti-Parnaíba, atingindo a bacia do Rio Acaraú. A previsão é de que a integração disponibilize 45 mil metros cúbicos de água por segundo para o Ceará.

 

O Cinturão se constitui de um grande sistema gravitário de canais para a condução das águas do São Francisco para a 93% do território cearense, inclusive para as regiões mais secas do Estado, bem como para aquelas de potencial turístico e econômico. Após a conclusão da primeira parte, o Governo do Estado prevê a construção de uma segunda etapa. O investimento total para todo o projeto é de R$ 7 bilhões.

 

31.01.2013

 

Coordenadoria de Imprensa do Govetrno do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br – 85 3466.4898