Governador Cid Gomes inicia 88 programas de Residências Integradas

30 de Abril de 2013

Nesta quinta-feira (02), será realizada a solenidade de abertura das Residências Integradas em Saúde (RIS), às 8h30min, no Centro de Eventos do Ceará (CEC). A RIS, que tem a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), vinculada da Sesa como instituição formadora, integra 12 profissões de saúde em 88 programas de residência multiprofissional e médica, com profissionais residentes imersos no Sistema Único de Saúde de todas as regiões do Estado. Participarão da solenidade de abertura o governador Cid Gomes; o secretário da Saúde do Estado, Arruda Bastos; o Secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mozart Sales; o Secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro de Andrade; o diretor do Instituto do Câncer, Sérgio Juaçaba, e a superintendente da ESP, Ivana Barreto.

 

Com a nova rede de assistência à saúde que o Governo do Estado está concluindo em todas as 22 regiões do Ceará, há necessidade de expansão de residências médicas e multiprofissionais para atendimento nos hospitais regionais, nas policlínicas e Centros de Especialidades Odontológicas regionais e ainda na rede de atenção básica e de saúde mental de 10 municípios – Aracati, Canindé, Jaguaruana, Iguatu, Quixadá, Tauá, Brejo Santo, Maracanaú, Fortaleza, Horizonte e também nos hospitais municipais da Capital e no Instituto do Câncer do Ceará. Ao todo são 84 programas de residências médicas e quatro programas de residências multiprofissionais. Somam  60 especialidades médicas e quatro multiprofissionais.

 

O objetivo da RIS é formar profissionais com competências adequadas para garantir à população acesso de qualidade aos serviços de saúde e colaborar para integração das Redes Assistenciais em Saúde. As residências constituem estratégia de educação permanente, provimento e fixação profissional, sobretudo na Rede Estadual de Saúde. Com a RIS, o foco é promover a interiorização da educação permanente interprofissional em saúde por meio da qualificação de profissionais, de forma a contribuir para a consolidação da carreira na saúde pública e para o fortalecimento das redes de atenção à saúde. Constitui modalidade de ensino de pós-graduação em nível de especialização, regime de tempo integral e dedicação exclusiva, caracterizando-se como educação para o trabalho, através da aprendizagem em serviços.

 

30.04.2013

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)